Greve dos Caminhoneiros – Bancas de sacolões que dependem do Ceasa estão vazias na cidade

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 187 Visualizações

A greve dos caminhoneiros autônomos entra no quarto dia nesta quinta-feira (24), e em Itabira tem impactos na oferta de produtos e serviços comuns no dia a dia dos itabiranos, como alimentos, combustíveis, correios e transporte público.

Já falta gasolina e etanol em postos da cidade, escolas estão orientando que seus alunos que moram em locais mais distantes fiquem em casa, e em alguns estabelecimentos como hortifrúti, já começam a faltar produtos perecíveis.

Foto: WhatsApp

Comerciantes do setor dizem que os sacolões e supermercados que dependem do Ceasa poderão sofrer um desabastecimento, caso a paralisação dos caminhoneiros continue.

Foto: WhatsApp

A oferta de produtos na Ceasa Minas, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, caiu drasticamente devido à greve dos caminhoneiros, e os alimentos ainda encontrados pelos clientes tiveram reajustes.

Muitos dos locais onde ficam os vendedores estavam vazios na manhã desta quinta-feira (24).

Foto: WhatsApp

A partir desta quinta-feira (24), os ônibus do transporte público de Itabira começaram a rodar com escalas reduzidas (Leia mais nos links). A medida pode afetar também o serviço de transporte escolar.

Vários postos de combustíveis da cidade estão praticamente fechados, sem gasolina e álcool, e apenas o diesel ainda está disponível nos estoques (tanques).

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *