Esportes, Futebol

Cruzeiro empata com Atlético no Horto e é campeão invicto do Campeonato Mineiro 2019

Rádio Itatiaia

O Cruzeiro soube ser cirúrgico e sagrou-se bicampeão Mineiro na tarde deste sábado (20/04), após empatar o clássico contra o Atlético, por 1 a 1, na Arena Independência. O título corou a ótima campanha da equipe no Estadual, que terminou a competição de forma invicta.[pro_ad_display_adzone id=”44899″ align=”right”]

Precisando da vitória, o Atlético até saiu na frente no placar, com Elias aproveitando a sobra e marcando de cabeça. O Cruzeiro chegou ao gol de empate no segundo tempo, após o juiz da partida, com o auxílio do VAR, marcar pênalti de Leonardo Silva. Fred cobrou, sem defesas para Victor.

Por ter vencido a partida de ida no último domingo (14/04), no Mineirão, por 2 a 1, o Cruzeiro jogava pelo empate. Desta forma, conquistou o Estadual pelo segundo ano consecutivo. 

Primeiro tempo 

O clássico começou quente e aberto, com uma bola na trave para cada lado antes dos 12 minutos. Ricardo Oliveira para o Atlético, após lançamento de Geuvânio, quase marcou. O Cruzeiro deu a resposta em grande jogada de Marquinhos Gabriel, que cruzou para área e viu o zagueiro Igor Rabello jogar contra o próprio patrimônio; a bola, caprichosamente, tocou o travessão. 

O Atlético fazia valer o mando de campo – e a necessidade de vitória – para controlar a maioria das ações do jogo, enquanto o Cruzeiro apostava em chegadas pontuais para criar as melhores oportunidades. Melhor para a equipe da casa, que chegou ao gol aos 29 minutos. 

Chará, em bela jogada, lançou para Ricardo Oliveira. O centroavante limpou e chutou para defesa de Fábio. No rebote, Elias empurrou para dentro das redes, de cabeça.

O Atlético cresceu após o gol e quase chegou ao segundo em bela jogada de Geuvânio, aos 42 minutos, que chutou da entrada da área. Fábio, mais uma vez em tarde inspirada, fez grande defesa. 

Segundo tempo 

O Cruzeiro voltou para a segunda etapa disposto a propor o jogo. Aos 7 minutos, Robinho, de falta, tirou tinta do travessão de Victor, em chute colocado. 

O clássico continuava pegado e truncado, com reclamações de ambos os lados envolvendo a arbitragem. Porém, a partida perdeu em criações ofensivas. 

O técnico Mano Menezes, tentando melhorar a qualidade da equipe, colocou Pedro Rocha na vaga de Marquinhos Gabriel. A mudança deu certo e saiu dos pés do velocista a jogada que resultou no empate celeste – no lance, o árbitro de vídeo voltou a ser protagonista, após assinalar pênalti de Leonardo Silva. 

Fred foi para a cobrança e bateu sem chances para o goleiro Victor, colocando o título novamente nas mãos celestes.

Atlético: Victor; Guga, Léo Silva, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison (Alerrandro), Elias, Geuvânio (Bolt), Chará e Luan (Vinícius); Ricardo Oliveira. Técnico: Rodrigo Santana (interino)

Cruzeiro: Fábio; Edilson, Dedé, Léo e Dodô; Henrique, Lucas Romero (Thiago Neves), Robinho, Rodriguinho (Lucas Silva) e Marquinhos Gabriel (Pedro Rocha); Fred. Técnico: Mano Menezes

Motivo: jogo de volta da final do Campeonato Mineiro
Data e horário: 19 de abril de 2019, sábado, às 16h30
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)

Gols: Elias (29’/1ºT); Fred (34’/2ºT)
Cartões amarelos: Geuvânio (2’/1ºT); Edilson (36’/1ºT); Luan (10’/2ºT); Thiago Neves (29’/2ºT); Ricardo Oliveira (30’/2ºT); Victor (49’/2ºT) ; Fred (49’/2ºT) e Fábio (51’/2ºT)

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (CBF-SP)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (CBF-RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (CBF-RS)
VAR: Leandro Pedro Vuaden (CBF-RS)

Renda – R$ 1.208.669,00
Público – 21.862

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação

Send this to a friend