Itabira faz segunda etapa de mutirão de castração de cães e gatos

 572 Visualizações

A Prefeitura de Itabira realiza, entre os dias 15 e 18 de fevereiro, a segunda etapa do mutirão de castração animal. Novamente, a iniciativa ocorre no Parque de Exposições Virgílio José Gazire e dará continuidade à esterilização de cães e gatos já cadastrados em maio do ano passado, que antes passarão por uma triagem segundo a legislação. A estimativa é de que até 240 procedimentos sejam realizados nesta etapa.

A prestação de serviços conta com a parceria da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU), responsável pela disponibilização da infraestrutura, contratação e limpeza. Já o Consórcio Intermunicipal Multissetorial do Médio Piracicaba (Consmepi) é responsável pela licitação e contratação do Castramóvel da ONG Pets Sem Fronteiras.

Os procedimentos serão realizados com o intuito de controlar a população de cães e gatos em Itabira. Os animais passarão pelo processo de esterilização e também serão chipados para identificação. A equipe da Diretoria de Controle de Zoonoses irá selecionar os animais cadastrados e orientar os tutores quanto à preparação pré-operatória e os procedimentos posteriores.

Os tutores de animais domiciliados e em situação de rua deverão ficar atentos à algumas determinações para o procedimento:

– Chegar ao local com uma hora de antecedência, já que em caso de atraso corre-se o risco de perder a vaga;

– Não poderão ser castrados cães com menos de 2kg, acima de 30 kg, no cio, doentes, obesos ou prenhes;

– Comparecer ao local com comprovante de endereço em nome do cadastrado, conjugue, do pai ou da mãe;

– Apresentar RG e CPF;

– O animal deve chegar ao local com jejum hídrico de duas horas e alimentar de oito horas no mínimo;

– É necessário que o animal faça uso de vermífugo e remédio contra pulga e carrapato 72 horas antes do procedimento;

– É preciso transportar cães e gatos dentro de caixa apropriada para o peso do animal, no caso de cachorro podem ser levados com guia ou focinheira;

– Para animais de raça pura é preciso apresentar exames como: hemograma completo, função renal, função hepática e proteínas totais, ecocardiograma e eletrocardiograma;

– É obrigatório levar roupa cirúrgica (fêmeas), uma camiseta de malha (para confecção) e colar elizabetano, para impedir contato do animal com a ferida cirúrgica;

– Animais em lista de espera serão cadastrados mediante disponibilidade;

– Para evitar aglomeração, levar apenas um acompanhante, se necessário.

Pós-operatório

Alguns cuidados precisam ser observados pelos tutores no pós-operatório:

– Ao chegar em casa, manter o animal aquecido por 24h (caminha/cobertor);

– Fornecer água e comida 4 horas após a cirurgia;

– Não deixar o animal lamber ou coçar a ferida cirúrgica;

– É obrigatório o uso de colar de restrição ou roupa pós-cirúrgica industrial ou adaptada.                        

A SMS comunica que cirurgia de castração e o pós-operatório são de responsabilidade da empresa “Pet Sem Fronteiras”, que atenderá as intercorrências. A ONG poderá ser contatada pelo telefone (31) 98860-000 e dará as devidas orientações e encaminhamentos, se necessário, para a clínica de referência pactuada por ela. 

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.