Glaucius Detoffol Bragança – Tempos Modernos Atuais – Lulu Santos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 515 Visualizações

O COVID 19 traz mais que ansiedade, tristeza e morte. O novo Coronavírus tem trazido novas realidades de comportamento pessoal, consumo e trabalhista. Veja a seguir e reflita se alguma destas novidades chegou firmemente à sua vida atual e se você já percebeu isso:

                Descobertas ou reforço de prazeres pessoais

Eu vejo a vida melhor no futuro / Eu vejo isso por cima de um muro

Os bens de consumo massivo têm perdido bastante espaço frente às melhores práticas de consumo. O “faça você mesmo” vem ganhando força neste período.

As pessoas tem se demonstrado mais independentes de marcas e serviços. Produtos industrializados, especialmente no ramo de alimentos, já enfrentam quedas nas vendas. A título de exemplo, o consumo de pão de forma industrializado tem diminuído suas vendas; por outro lado a aquisição de fermentos tem disparado.

O hábito de fazer seus próprios alimentos, unhas, cabelos, reparos domésticos, etc… são uma nova realidade. Seja por gostos pessoais, defesa de saúde OU por custo direto destas atividades finalizadas.

                Relacionamento próximo à distância

Eu vejo a vida mais clara e farta / Repleta de toda satisfação / Que se tem direito do firmamento ao chão

As compras online/telefone ganham força. Mesmo aqueles consumidores que, declaradamente, não são fãs deste tipo de consumo dão o braço a torcer pela praticidade e defesa da própria saúde. E isto tem alterado todo o comportamento dos fornecedores, especialmente, em cidades menores.

O período pós-pandemia certamente apresentará mudanças tanto no comportamento dos consumidores quanto dos fornecedores. Isto atenderá as expectativas de ambos os lados de forma a otimizar tanto as possibilidades de vendas quanto de consumo.

Inclusive, já se questiona em grande escala: o comportamento dos clientes será o mesmo de antes da pandemia?

                Relações trabalhistas

Eu vejo um novo começo de era / De gente fina, elegante e sincera / Com habilidade / Pra dizer mais sim do que não

Este momento tem sido crucial para testes relativos ao trabalho à distância. Certamente, os empregadores mais atentos têm verificado e comparado os resultados alcançados por seus empregados em regime de trabalho presencial e à distância. Bem como constatado os custos das suas atividades presenciais e remotas.

Noutro giro, os empregados tem constatado melhor gestão de seu tempo na relação trabalho/família, deslocamentos, reuniões, dentre outros compromissos.

Ferramentas que substituem o caráter presencial dos encontros antes (muitas vezes) ignoradas, comprovadamente agregam valor a todas as partes envolvidas. 

E não há tempo que volte, amor / Vamos viver tudo que há pra viver / Vamos nos permitir

Ante este novo cenário, cabe a cada um de nós refletir se estamos preparados para estas mudanças e como devemos nos portar diante de cada novidade. Você está preparado para os novos tempos?

Fale com o colunista: [email protected]

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *