Conserto do helicóptero dos bombeiros atingido por linha com cerol custará R$ 150 mil

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 123 Visualizações

O conserto do helicóptero Arcanjo 4, do Corpo de Bombeiros, custará cerca de R$ 150 mil aos cofres públicos. A aeronave foi atingida por uma linha de cerol na última sexta-feira, quando iria pousar no Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte.

O helicóptero passou por uma manutenção que constatou a necessidade de trocar um equipamento. Foram danificadas pela linha de cerol duas hastes de comando de passo, equipamento responsável pela inclinação das pás da aeronave e que permite que ela voe.

A lei estadual 14.349/2002 proíbe o uso de cerol ou de qualquer outro tipo de material cortante nas linhas de pipas, de papagaios, de pandorgas e de semelhantes artefatos lúdicos, para recreação ou com finalidade publicitária, em todo o território mineiro. Quem for flagrado usando cerol ou linha cortante está sujeito ao pagamento de multa, que varia de R$ 100 a R$ 1,5 mil, podendo ser agravada. 

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *