Minas Gerais, Polícia

Secretária de vereador é executada dentro da Câmara Municipal de Contagem

Ocorrência atraiu populares à porta da câmara e o prédio foi interditado para os trabalhos de perícia
(foto: Edésio Ferreira/ EM/ D.A Press)
 
Uma secretária do vereador Jerson Braga Maia, o Caxicó (PPS), foi morta a tiros na manhã desta quarta-feira, dentro do gabinete do parlamentar na Câmara Municipal de Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte. 
 

A Polícia Militar informou que o autor dos disparos é Cláudio Roberto Weichert de Passos, ex-marido da mulher e escrivão da Polícia Civil lotado na Delegacia de Plantão de Betim, também na Grande BH. De acordo com as primeiras informações repassadas pela assessoria de imprensa da Câmara, a vítima, Ludmila Leandro Braga, estava trabalhando quando foi assassinada com ao menos cinco tiros. 

O autor do crime entrou pela porta principal da Câmara, se identificou e conseguiu entrar no prédio com a arma porque não havia detector de metal no local. Após matar a mulher, ele atirou contra a própria cabeça e foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que o levou até a Prefeitura de Contagem, onde o helicóptero Arcanjo do Corpo de Bombeiros já o aguardava para encaminhá-lo a um hospital da cidade, ainda não divulgado.

 

A suspeita para o feminicídio seria a inconformidade com o fim do relacionamento. O casal tem duas filhas. 

O vereador Caxicó, para quem a vítima trabalhava, é sogro do prefeito de Contagem, Alex de Freitas (PSDB).

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *