Corpo de pai que jogou a filha e depois pulou no rio em Ponte Nova é encontrado

 433 Visualizações

A Polícia Civil confirmou, na tarde desta sexta-feira (11), que o corpo encontrado mais cedo pelos Bombeiros é do pai, de 26 anos, que estava desaparecido desde a noite do último sábado (5), em Ponte nova, na Zona da Mata. A suspeita é de que ele teria espancado a filha, de 5 anos, e a atirou do alto da ponte dentro do Rio Piranga. Em seguida, o homem teria se atirado nas águas. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, durante as buscas retomadas nesta manhã as equipes receberam informações da Polícia Militar (PM) de que poderia ter um corpo no rio. No local, já na região da Usina Hidrelétrica Risoleta Neves, na cidade vizinha de Rio Doce, os militares iniciaram as buscas e encontraram o corpo, por volta das 10h, distante 30 quilômetros do ponto onde a menina foi arremessada e o pai pulou.  

A Polícia Civil e familiares do homem, de 26 anos, foram acionados para fazer o reconhecimento e confirmaram que se tratava de João Paulo Martins, apontado como suspeito de agredir e arremessar a própria filha no rio Piranga em Ponte Nova. 

De acordo com o tenente Borges, dos Bombeiros, os militares, agora, concentram as buscas para localizar a criança de 5 anos, identificada como Shopia Vitória Martins Barbosa. No entanto, a corporação tem enfrentado dificuldades com a quantidade de galhadas e outros detritos submersos. A operação segue em andamento no sétimo dia de buscas. 

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que instaurou um inquérito para apurar o “crime, sua dinâmica, circunstância e motivação, como também para determinar se houve envolvimento de mais algum envolvido no crime”. 

Sobre o caso

Segundo a Polícia Militar, o homem foi visto na noite de sábado (5) agredindo a filha com socos na cabeça em uma ponte entre os bairros Palmeira e Triângulo, em Ponte Nova, na Zona da Mata. A criança foi jogada no Rio Ipiranga após desmaiar e, na sequência, o pai se jogou nas águas.

Conforme os bombeiros, na última quarta (02), o mesmo homem já havia sido resgatado de dentro do rio no mesmo lugar. Na noite de sábado (04), as águas estavam mais agitadas e com maior volume devido às últimas chuvas.

Ainda segundo a polícia, o homem não teria aceitado o término do relacionamento com a mãe da criança, que durava 7 anos, e cometeu o crime para se vingar.

Fonte: Rádio Itatiaia

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.