Renan Dal Zotto passa por cirurgia vascular devido a uma trombose

 261 Visualizações

Renan Dal Zotto, técnico da seleção brasileira masculina de vôlei, teve que passar por uma cirurgia vascular na noite desta segunda-feira por conta de uma trombose arterial aguda. O procedimento ocorreu bem, e seu quadro é estável, de acordo com o boletim médico do Hospital Samaritano Botafogo, no Rio de Janeiro.

Diagnosticado com Covid-19, Renan foi internado na última sexta-feira. Na segunda, a Confederação Brasileira de Vôlei informou que o treinador havia sido intubado para manter o nível da saturação de oxigênio mais alta. Ele segue sedado e respirando com o auxílio de ventilação mecânica.

A CBV ainda atualizou o estado de saúde de Radamés Lattari, vice-presidente da entidade e que também está com o novo coronavírus. O dirigente, que foi extubado e deixou a UTI nos últimos dias, segue internado, agora no quarto do hospital, e realiza trabalho de fisioterapia, sem necessidade de oxigênio suplementar.

Renan Dal Zotto já tomou a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus, em Santa Catarina, mas ainda aguarda o calendário para tomar a segunda. Com 60 anos, ele se enquadra no grupo prioritário da saúde por ser profissional de Educação Física. De acordo com especialistas, é importante ressaltar que as vacinas não impedem que as pessoas peguem a doença, mas que desenvolvam sintomas graves. Por isso, mesmo os vacinados devem manter todos os protocolos de higiene e distanciamento social.

Até porque, embora estejam protegidos contra sintomas mais graves, podem infectar outras pessoas que ainda não estão vacinadas e que poderiam ter sérios problemas. Vale ressaltar também que o instituto Butantan, responsável pela produção no Brasil da Coronavac, revelou que a maior taxa de eficiência da vacina é a partir de duas semanas após a aplicação da segunda dose. A Coronavac representa até agora 83% das vacinas aplicadas no país.

Tanto Renan quanto Radamés estavam na bolha criada pela CBV no CT de Saquarema. Por conta desses dois casos, a CBV retestou todas as pessoas para as finais da Superliga Masculina, disputadas no último fim de semana. Jogadores, comissões técnicas, dirigentes e equipes de apoio tiveram que se submeter a novo procedimento. Todos deram negativo. Outra ação da entidade para manter a bolha segura foi retardar a apresentação da seleção feminina de base, já que as duas adultas já estão em treinamento.

Veja a nota da CBV

O vice-presidente da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), Radamés Lattari, e o técnico da seleção brasileira masculina, Renan, continuam na recuperação da COVID-19. Radamés segue internado, no Rio de Janeiro (RJ), fazendo fisioterapia, no quarto, sem necessidade de oxigênio suplementar. Renan passou por um procedimento divulgado, nesta terça-feira (20.04), pelo Hospital Samaritano Botafogo, no Rio de Janeiro (RJ).

O técnico foi submetido a um procedimento vascular, em decorrência de um quadro de trombose arterial aguda. A cirurgia, realizada na noite da última segunda-feira (19.04), não apresentou intercorrências. Renan segue sedado, em ventilação mecânica e seu estado de saúde permanece estável. O treinador foi internado na última sexta-feira (16.04) em decorrência de complicações de COVID-19.

Fonte: Globo Esportes

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.