BH – Uber vai começar a gravar vídeos de viagens

 402 Visualizações

aplicativo de transporte privado de passageiros Uber vai começar a gravar as viagens feitas por seus motoristas em Belo Horizonte.

A medida ainda está em fase de testes e tem como objetivo ampliar a segurança do serviço.

De acordo com a empresa, o passageiro será avisado previamente que o motorista em questão vai gravar a viagem. O cliente poderá cancelar o pedido se assim preferir.

Ao mesmo tempo, o condutor do veículo também poderá optar por participar ou não do período de testagem. Ainda não há data para a implementação integral da medida de segurança.

Segundo a Uber, a gravação será feita por meio do smartphone do motorista, a partir de um aplicativo terceirizado pela gigante do transporte de passageiros. Porém, o condutor do veículo e o cliente não terão acesso ao vídeo, que estará criptografado.

“Se, mais tarde, o parceiro decidir abrir uma reclamação de segurança, ele terá a opção de adicionar o vídeo em questão. Só então a Uber – que tem a chave da criptografia – terá acesso às imagens”, informa a empresa.

Além disso, o app informa que “autoridades competentes” também podem requisitar o acesso às gravações. Isso vale, por exemplo, para as polícias Militar e Civil e para a Justiça.

“A iniciativa passou pela chancela do time de Privacidade da Uber, para assegurar o cumprimento de todas as regras previstas na legislação aplicável em termos de proteção de dados”, esclarece a Uber.

Recentemente, a Uber iniciou a gravação do áudio das viagens. Assim como no caso dos vídeos, esses arquivos ficam salvos e protegidos por criptografia.

Apelos por mais segurança

Lideranças dos motoristas de aplicativos e o governo de Minas Gerais, representado por secretários e pela Polícia Militar, têm se reunido nos últimos meses para ampliar a segurança do serviço. Casos de violência têm sido recorrentes nas plataformas.

Diversos encontros já aconteceram. Uma das medidas implementadas são operações policiais em locais com histórico de ocorrências do tipo por parte da PM.

A principal demanda dos condutores gira em torno da criação de uma central de monitoramento. O objetivo é interligar os carros com a Polícia Militar e diminuir o número de ocorrências.

Os motoristas de aplicativo exigem o reconhecimento facial dos passageiros no momento do cadastro. Essa também é um pedido articulado pelo governo Romeu Zema (Novo).

Fonte: Estados De Minas

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.