PANDEMIA – Mortes pelo coronavírus demoram até 12 dias para entrar no boletim de Minas

 178 Visualizações

As mortes pelo novo coronavírus (Covid-19) demoram até 12 dias para entrar no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG). Nesta quarta-feira (13) entraram oito novas mortes na divulgação e os óbitos passaram de 127 para 135. 

Ao analisar as tabelas de óbitos é possível perceber que uma das pessoas morreu no dia 1º de maio na cidade de Boa Esperança, no Sul de Minas Gerais, e o óbito só foi inserido agora, ou seja, 12 dias depois. 

Entre as oito novas mortes foram inseridos também óbitos dos dias 2 e 5 de maio nas cidades de Juiz de Fora, na Zona da Mata, Perdizes, no Centro-Oeste de Minas e Itambacuri, no Vale do Mucuri. As mortes mais recentes são dos dias 8, 9 e 10 de maio nas cidades de Sete Lagoas, na região Central de Minas, Belo Horizonte e Jacutinga, no Sul de Minas. 

Após a morte, o resultado do exame para o coronavírus pode sair dias depois. As secretarias municipais são responsáveis por informar a secretaria estadual os dados de cada cidade. 

Veja o que diz a Ses sobre a demora:

Assim que o caso suspeito é identificado pelo serviço de saúde, é realizada uma triagem com este paciente de acordo com dados clínicos e epidemiológicos, auxiliando na tomada de conduta de interação ou isolamento domiciliar. O profissional de saúde entra em contato com o CIEVS-Minas ou Unidade Regional de Saúde para discussão do caso.

Definido como caso suspeito, o município preenche um formulário com os dados do paciente denominado RedCap, específico do Ministério da Saúde. Através deste formulário é gerado todo o banco de dados do Coronavírus no Estado.

O COES Coronavírus analisa esse banco de dados diariamente, reclassifica os casos, solicita novas informações ao município e faz o cruzamento dos resultados de exames laboratoriais. Após todo esse trabalho é que os dados estarão tratados para fazerem parte do Boletim Diário. Portanto, somente após todo esse processo que um dado entra no boletim. Esse processo pode demorar alguns dias, pois envolve, quando é o caso, a realização de exames e também análise epidemiológica.

Balanço

Além das 135 mortes, Minas Gerais tem ainda 3.733 casos confirmados do novo coronavírus e 101.572 casos suspeitos e 123 óbitos em investigação. 
Ao todo, o Estado já tem 263 municípios com casos confirmados da Covid-19 e 65 cidades com mortes.

A cidade com mais casos confirmados e óbitos é Belo Horizonte com 1.020 infectados e 28 mortes. Juiz de Fora, na Zona da Mata, tem 338 confirmações e 15 óbitos e Uberlândia, no Triângulo Mineiro, tem 307 casos confirmados e 11 mortes. 

Entre os mortos em Minas, 77%, ou seja 104 pessoas mortas, têm mais de 60 anos, 25 de 40 a 59 anos, 5 de 20 a 39 anos e uma de 10 a 19 anos. Oitenta e oito por cento das pessoas que morreram tinham fatores de risco que foram associados ao coronavírus.

Além das mortes e casos confirmados, as internações por síndrome respiratória aguda grave cresceram 538% em todo Estado nas primeiras 19 semanas de 2020, se comparadas ao mesmo período de 2019. 

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.