Savagol? Reforço do Atlético fala sobre apelido e diz que pode atuar pela ponta ou como camisa 10

O atacante Jefferson Savarino foi apresentado pelo Atlético nesta terça-feira, na Cidade do Galo. Sexto reforço do time alvinegro, o venezuelano de 23 anos ganhou fama no início da carreira, no Zulia-VEN, como ‘Savagol’. O jogador disse que tem como objetivo marcar gols, mas também dar assistências para os companheiros.

Foto: Bruno Cantini / Atlético

“Sempre que começo uma temporada trato de ajudar a equipe com gols. Tenho em mente sempre fazer gols na temporada, assim como dar assistências. Quem me deu esse apelido foi um jornalista de Maracaibo, quando eu estava no Zulia. Espero que o Savagol esteja aqui também no Atlético”, destacou o atleta, que também falou das suas características: “Sou um jogador vertical, rápido, que pode fazer gol e pode dar assistência. É isso que a torcida pode esperar de mim”.

Os números de Savarino comprovam que o atacante se destaca tanto pelos gols quanto pelas assistências. Pelo Zulia, onde atuou dos 16 aos 20 anos, o jogador disputou 120 partidas e balançou as redes 28 vezes, sendo 18 deles em 49 jogos na temporada 2016/2017. 

Após se transferir para o Real Salt Lake, dos Estados Unidos, em 2017, Savarino aumentou a média de gols. Na equipe da Major League Soccer (MLS), o atacante marcou 22 gols em 88 jogos. Neste período, ele ainda deu 19 passes para os companheiros balançarem as redes.

Camisa 10?

Savarino destacou que pode atuar em duas posições. O atacante afirmou que recentemente vinha jogando no Real Salt Lake como ponta pela direita, assim como no Zulia. Mas na seleção de base da Venezuela, o técnico Rafael Dudamel o utilizava como camisa 10, posição vaga atualmente no elenco atleticano, já que Cazares sofreu lesão muscular e não tem previsão de retorno.

O novo reforço disse que ainda não chegou a conversar com Dudamel sobre qual será o posicionamento no Atlético. “Não conversamos sobre isso ainda. Durante esses dias, vamos conversar sobre como está jogando a equipe e como ele pode me usar no time. Jogo tanto como camisa 10 quanto de extremo direito, então ele pode contar comigo em qualquer dessas posições”, frisou Savarino.

“Dudamel já me conhece há muito tempo das categorias de base da Venezuela e ele me usava de 10. No meu antigo clube e no Zulia, jogava de extremo direito. Mas, como disse, posso jogar e me sinto bem nas duas posições”, completou.

Parte física

Savarino não chega ao Atlético pronto para estrear. O atacante revelou que ainda não está 100% fisicamente e que precisará de aproximadamente três semanas para entrar em forma.

“Eu estava treinando nos Estados Unidos e já havia começado a pré-temporada. Não estou 100%, sou sincero. Espero que, na próxima semana, eu já esteja”, contou. “Tenho quase 15 dias de pré-temporada. Imagino mais umas três semanas para estar 100%. Mas vou trabalhar da melhor maneira para estar pronto o mais rápido possível”, finalizou.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.