Vereadores derrubam projeto que mudava horário de reunião para as 19hs

Os vereadores optaram pela derrubada do projeto de resolução 06/2019 que propunha a alteração do horário das reuniões ordinárias da Câmara das 14h para as 19h.[pro_ad_display_adzone id=”44899″ align=”right”]

Por 9 votos à favor e 7 contrários, eles decidiram nesta terça-feira (07/07) pela manutenção do horário atual. O projeto foi apresentado pelo vereador André Viana Madeira (Podemos) com a justificativa que o novo horário abriria mais espaço para a participação popular.

Antes de entrar para a pauta de votação nesta terça-feira, a matéria também levou a assinatura dos vereadores Adélio Martins da Costa “Decão” (MDB), Agnaldo Vieira Gomes “Enfermeiro” (PRTB), Allaim Anderson Figueiredo Gomes (PDT), Reinaldo Soares Lacerda (PHS) e Weverton Leandro Santos Andrade “Vetão” (PSB). No entanto, na hora da votação Decão e Allain se manifestaram contrários ao projeto, que contou também com os votos de Neidson Dias Freitas (PP) e Reginaldo Santos (PTB).

Em entrevista à imprensa, Decão explicou que ao longo da semana ouviu seus eleitores, que reclamaram da possibilidade da mudança de horário. De acordo com o vereador, sua desistência foi comunicada ao autor do projeto, antes da votação em plenário.

“Eu achava que a reunião as 19h seria melhor para a comunidade, para a população de zona rural […] aí, comentando com alguns eleitores, amigos e familiares a maioria das pessoas me deram razão para não votar à favor do horário, por que muitas pessoas vêm à rua para fazer compra e aproveita e passa na Câmara para assistir a reunião enquanto a noite fica pior para as pessoas irem embora para casa em segurança”, justificou o vereador.    

Ainda em primeiro turno foi aprovado o PL 38/2019, que “institui ‘A Semana Da Juventude Autêntica Liberdade sem álcool’ dedicado à realização de campanha e de ações educativas para a prevenção ao alcoolismo”, do vereador Reginaldo das Mercês Santos (PTB). De acordo com o autor, a incidência de alcoolismo entre os jovens só tem aumentado, inclusive na área rural, o que motivou a apresentação do projeto. “A bebida alcoólica é liberada para a venda, mas deve ser considerada como droga e combatida, já que prejudica muitas famílias. Por isso são importantes as campanhas de conscientização”, disse Reginaldo Santos.

O PL 39/2019, que “institui a Semana Municipal de Conscientização à Violência Contra Mulher no Município de Itabira/MG”, do vereador Ronaldo Meireles de Sena ‘Capoeira’ (PV) também foi aprovado em primeiro turno. Capoeira disse que é necessária mais uma campanha para dar apoio às mulheres vitimas de agressão. “O objetivo é conscientizar sobre a importância da denúncia e apoiar as vitimas de violência para que não sofram represálias e sejam amparadas sempre”, avaliou Ronaldo.

O PL 40/2019, que “altera a Lei Municipal n. 4.341 de 2019, que ‘Cria o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, dispõe sobre a Política de Atendimento dos Direitos da Criança e do Adolescente e dá outras providências”, de autoria do Prefeito foi retirado por pedido de vista do vereador Reginaldo Santos.  

Segundo Turno

Em segundo turno foi aprovado o PL 35/2019, de autoria do Prefeito Ronaldo Magalhães, que “autoriza a inclusão de elementos de despesa na atividade que especifica e dá outras providências”. A matéria tem pedido de urgência para votação e solicita autorização para que a prefeitura repasse R$ 133.989,08 ao COMBEM – Conselho Municipal de Bem-Estar do Menor de Itabira para a compra de mobiliário para duas creches que serão administradas pela entidade em parceria com a Secretaria Municipal de Educação.

Também em segundo turno foi aprovado o PR 10/2019, de autoria da Mesa Diretora, que “autoriza transferência de bens à Prefeitura Municipal de Itabira”. A matéria apresenta uma lista de diversos bens móveis, entre armários, cadeiras, notebooks, impressoras, aparelhos de ar condicionado, entre outros, que serão devolvidos ao patrimônio do município.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.