Esportes, Futebol

No tie-break, Minas vence Praia Clube e sai na frente na decisão da Superliga Feminina

Portal Hoje em Dia

Já havia acontecido em quatro dos cinco confrontos na temporada, e se repetiu pela quinta vez, num jogão. Na partida que abriu a decisão da Superliga Feminina de Vôlei 2018/2019, o Itambé Minas bateu o Dentil Praia Clube por 3 a 2 (28/26, 25/22, 17/25, 17/25 e 15/6), em duas horas e 23 minutos, no Mineirinho, e saiu na frente na melhor de três que apontará a campeã da temporada. Sexta-feira (26), no Sabiazinho, em Uberlândia, as praianas jogam para se manter vivas na disputa, enquanto a equipe de Belo Horizonte tem a chance de fechar a série e dar fim ao jejum de 17 anos.[pro_ad_display_adzone id=”44899″ align=”right”]

O primeiro set começou com vantagem do Praia, que chegou a ter 15/12 ajudado pela eficiência da oposta norte-americana Fawcett. Pelo lado do Minas, a resposta vinha com Bruna Honório. Com Fernanda Garay bem marcada pelo bloqueio, Leia começou a se destacar na defesa e ajudou o time da Rua da Bahia a empatar e a virar o marcador. O lance triste veio com 24/24: Garay caiu de mau jeito e torceu o tornozelo, deixando o ginásio apreensivo – a ponteira gaúcha passou o restante da partida em tratamento à beira da quadra. E como na decisão do Campeonato Mineiro, na véspera, as paradas para o desafio de vídeo acabaram quebrando o ritmo da parcial, fechada em 42 minutos.

Com Rosamaria em quadra no Praia  (vaiada pela torcida do Minas, que pedia ‘saca na Rosa’), mais uma vez as duas equipes se alternaram no comando. As centrais dos dois lados começaram a aparecer mais e o equilíbrio se manteve até o 18º ponto, quando um erro de Ellen no contra-ataque deu ao time da casa a chance de abrir vantagem e fazer 2 a 0.

Se não contava mais com uma de suas estrelas, a equipe do Triângulo se valeu de um terceiro set inspirado da central Carol e conseguiu, com o saque, dificultar a armação de jogadas pela levantadora Macris para dominar a parcial e voltar ao jogo, em 26 minutos. O quarto set foi de uma equipe em quadra. Sem conseguir eficiência no passe, errando mais do que o costume e encontrando um paredão no bloqueio, o Minas viveu seu momento de apagão, enquanto Fawcett continuava fazendo a diferença. Placar repetido em 28 minutos, e decisão no tie-break.

E se o momento psicológico era do Praia, o Minas reencontrou seu jogo no set desempate e começou de forma arrasadora, chegando a abrir 7/1, com direito a participação decisiva da central Mayany, com dois pontos seguidos de bloqueio. Precisando apenas rodar a bola para garantir a vitória, as comandadas por Stefano Lavarini recuperaram a eficiência do começo de partida para sair na frente na decisão.

Itambé Minas
Macris, Bruna Honório; Mara, Carol Gattaz; Gabi, Natália e Leia (líbero). Entraram: Bruninha, Geórgia, Malu, Mayany, Lana
Técnico: Stefano Lavarini

Dentil Praia Clube
Carli Lloyd; Fawcett, Carol, Fabiana, Michelle Pavão, Fernanda Garay e Suellen (líbero). Entraram: Rosamaria, Laís, Ellen, Paula Borgo, Ananda
Técnico: Paulo Coco

Arbitragem: Flávio Campos (SP) e Débora Santos (RJ)

Público: 8.450

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação

Send this to a friend