Esportes, Futebol

Atlético cai para Nacional no Uruguai, perde 2º jogo seguido e se complica na Libertadores

Rádio Itatiaia

A situação do Atlético ficou complicada na Copa Libertadores 2019. Em outra atuação ruim, o time alvinegro perdeu por 1 a 0 para o Nacional, na terça-feira (12/03), no estádio Gran Parque Central, em Montevidéu (Uruguai), e acumulou a segunda derrota em dois jogos no Grupo E.

Bergessio marcou o gol da vitória dos uruguaios aos 26 minutos do segundo tempo em uma falha coletiva da defesa alvinegra. Sem a marcação de Patric, que voltava lentamente do meio-campo, Vinã passou por Luan pela direita e cruzou na medida para Bergessio, que subiu muito mais que Igor Rabello e cabeceou no canto de Victor.[pro_ad_display_adzone id=”44899″ align=”right”]

O resultado dificultou a situação do Atlético no Grupo E da Libertadores. O time, que já havia perdido em casa na estreia para o Cerro Porteño-PAR, agora se vê na obrigação de vencer os próximos jogos para reagir na competição e buscar a classificação às oitavas de final na última rodada. Curiosamente, o clube repete o pior início na fase de grupos da competição continental que foi na edição de 2015 e com Levir Culpi no comando. Na época, o Galo perdeu os dois primeiros jogos, mas mesmo assim conseguiu a vaga na próxima fase.

Com seis pontos, o Nacional é o líder da chave. O Cerro joga nesta quarta contra o Zamora, no Paraguai, e pode igualar os uruguaios, o que complicaria ainda mais a situação do Galo.

O técnico Levir Culpi manteve o esquema com três volantes (Zé Welison, Jair e Elias), mas o time novamente encontrou dificuldades para criar jogadas ofensivas, assim como já havia ocorrido na derrota por 1 a 0 para o Cerro e no empate sem gols com o Defensor-URU, pelo duelo de volta da fase preliminar. O Atlético rodava a bola e trocava passes se mostrando travado em campo e na dependência de um lampejo de inspiração de Cazares, o que não aconteceu. Tanto que a melhor chance do time na partida foi com Zé Welison, que acertou a trave em um chute de fora da área no primeiro tempo.

Na etapa final, mesmo com o Nacional melhor em campo, o técnico Levir Culpi não fez nenhuma mudança no time. E só após o Atlético sofrer o gol é que o treinador fez alterações sacando Patric e Jair para as entradas de Guga e Chará. No entanto, as trocas não se mostraram muito efetivas.

Agora, o Atlético tentará se manter vivo na luta pela classificação às oitavas de final no duelo contra o Zamora, dia 3 de abril (quarta-feira), às 19h15, no Mineirão, pela terceira rodada. Já o Nacional visitará o Cerro Porteño, no Paraguai, no dia 2 de abril.

O time alvinegro volta a campo no próximo domingo, às 16h, no Mineirão, para enfrentar o América, em duelo pela penúltima rodada do Campeonato Mineiro e que vale a liderança da fase de classificação.

Nacional-URU 1 x 0 Atlético

Nacional: Conde; Zunino, Angeleri, Rafael García e Viña; Gabriel Neves, Carballo, Arzura, Santiago Rodríguez (Felipe Carvalho) e Gonzalo Castro (Ramírez); Bergessio (Fernández). Técnico: Eduardo Domínguez

Atlético: Victor; Patric (Guga), Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison (Alerrandro), Jair (Chará), Elias, Luan e Cazares; Ricardo Oliveira. Técnico: Levir Culpi

Motivo: 2ª rodada – Grupo E da Copa Libertadores
Data: 12 de março de 2019, terça-feira, às 21h30
Local: Estádio Gran Parque Central, em Montevidéu (Uruguai)

Gol: Bergessio (26’/2º)

Cartão Amarelo: Viña, Angeleri (Nacional); Igor Rabello, Zé Welison, Ricardo Oliveira (Atlético)

Árbitro: Roberto Tobar (CHI)
Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Alejandro Molina (CHI)

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação

Send this to a friend