Mundo, Política

Trump despreza Macron e não irá ao Fórum de Paris sobre a Paz

o início desta semana, Vaisse minimizou a importância da presença de Trump e enumerou as razões pelas quais o presidente americano pode não ter encontrado uma data de seu agrado.

AFP

O presidente americano, Donald Trump, estará ausente de um fórum organizado pelo presidente Emmanuel Macron em Paris neste domingo para debater sobre democracia e multilateralismo, anunciaram os organizadores nesta quinta-feira (09).

Trump estará na capital francesa junto com outros 70 líderes mundiais neste final de semana. Participará de uma cerimônia na Champs-Élysées no domingo na comemoração do centenário do fim da Primeira Guerra Mundial.

Dezenas de líderes, entre eles os presidentes russo Vladimir Putin, turco Recep Tayyip Erdogan, e a chanceler alemã Angela Merkel, irão posteriormente ao Fórum sobre a Paz, evento que a França quer converter em uma conferência de paz multilateral anual.

Pondo fim à incerteza sobre se o presidente americano participaria deste encontro, o organizador do evento, Justin Vaisse, confirmou à AFP nesta quinta que Trump não comparecerá.

No início desta semana, Vaisse minimizou a importância da presença de Trump e enumerou as razões pelas quais o presidente americano pode não ter encontrado uma data de seu agrado.

“O objetivo do fórum é mostrar que há muitas forças no sistema internacional – Estados, ONGs, fundações, intelectuais, empresas – que acreditam que necessitamos de um mundo (…) aberto e multilateral”, disse.

“Este mundo necessita se reunir e se defender”, apontou. “Não importa se os que acreditam no multilateralismo não estão ali”, acrescentou.

Macron criticou abertamente a política de “America First” (Estados Unidos primeiro) de Trump e suas decisões de se retirar de acordos internacionais como o Acordo de Paris sobre o Clima, o acordo nuclear do Irã e, mais recentemente, um tratado sobre armas nucleares.

O Fórum de Paris sobre a Paz faz parte do que Macron considera uma “luta” contra as forças nacionalistas que correm risco de desestabilizar o sistema internacional, disse Vaisse.

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação

Send this to a friend