Briga entre pai e filho deixa os dois feridos no bairro Madre Maria de Jesus

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 115 Visualizações

Por volta de 16h40, uma briga entre pai e filho, acabou com dois feridos, ambos socorridos ao pronto-socorro Municipal de Itabira, na tarde deste sábado (07) no bairro Madre Maria de Jesus.

De acordo com as informações a Central de Operações da Policia Militar (COPOM) recebeu uma solicitação para comparecer na Rua Galileia, no bairro Madre Maria de Jesus, onde dois homens estariam em luta corporal e ambos se agrediam com facão e facadas, que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) já havia socorrido o idoso João das Graças Silva de 76 anos, com dois ferimentos profundos no braço esquerdo.

De imediato, uma viatura do Tático Móvel foi ao local, onde tomaram conhecimento que a briga começou na residência deles na Rua Galileia em que o pai agrediu o filho com golpes de falcão em seguida esse correu para a Rua B onde a briga se estendeu, o filho André de Oliveira Silva, 37 anos, desferiu dois golpes de facadas contra o idoso, os Militares então foram até a residência deles, onde encontraram o segundo envolvido na confusão que estava ferido com cortes nos dedos da mão, ele relatou que estava em casa sentado no sofá assistindo televisão, quando seu pai chegou e mandou que ele lavasse suas roupas, que ele se negou a lavar, então seu pai foi até o quarto pegou uma foice e um facão e o ameaçou de morte dizendo que iria arrancar seu pescoço fora, levantou a foice para acertá-lo, mas ele conseguiu segurar a lâmina da foice, momento que seu pai puxou a foice, vindo a cortar seus dedos logo após saiu correndo para rua. Os Militares então o levaram também ao pronto-socorro Municipal onde receberia atendimento médico.

Segundo informações, o idoso recebeu os primeiros atendimentos na unidade de saúde, mas seria levado ao bloco cirúrgico, que devido ao ferimento o mesmo se encontrava sem movimento dos dedos, ele ficou internado sobe cuidados médicos, com escolta Policial.

Após receberem os atendimentos necessários ambos seriam levados juntamente às armas de cortes para a Delegacia de Policia Civil, onde prestaria esclarecimentos ao delegado de plantão que tomaria as providencias cabíveis ao fato. (Asnoticiasonline.com.br)

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *