Economia, Itabira

“Segmento do agronegócio é o mais avançado do WIN Itabira,” afirma Acita

AgroWin tem participação efetiva do Sindicato Rural de Itabira

O presidente da Acita (Associação Comercial, Industrial de Serviços e Agropecuária de Itabira), Eugênio Muller afirmou que o AgroWin é o segmento com discussões mais avançadas e prevê frutos nos próximos meses, na atividade setorial do WIN (Workshop Itabirano de Negócios) que será em agosto, dias 29, 30 e 31, no Parque de Exposições Virgílio José Gazire. “Não é simples diversificar a economia em uma cidade com atividade mineradora quase que centenária,” revelou o presidente da entidade de classe que organiza o WIN.

Evando Lage Avelar, presidente do Sindicato Rural de Itabira

Há dois anos o WIN deixou de ser unicamente uma feira de empreendimentos, para se tornar um programa que visa a diversificação econômica, e soltar as amarras que determinam dependência do setor extrativo mineral. São quatro caminhos: tecnologia, indústria criativa, fortalecimento da economia local, e o agronegócio, o que está mais avançado devido ao envolvimento dos atores do segmento. “Parabenizo Evando Avelar do Sindicato Rural pela visão e vontade de fazer acontecer, motivando os demais e colocando as reuniões setoriais para apresentar belos resultados,” disse Eugênio Muller.

Eugênio Muller, Presidente da Acita Itabira

No agronegócio há metas definidas para o AgroWin, contando com a participação de representantes dos agricultores, pecuaristas, IMA (Instituto Mineiro de Agropecuária), Emater (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais), Sindicato Rural de Itabira, Epamig (Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais), Prefeitura de Itabira através do apoio de duas secretarias, junto com a coordenadora do WIN, Denise Bárbara Alvarenga, trabalhando para alcançar todas as metas estabelecidas.

Geração de mão de obra e renda, além de diversificar a economia é vocação da região, diferentemente de soja, milho e algodão, itens de características das planícies do planalto central. Itabira deve explorar suas potencialidades. “Itabira tem 1254 km2 sendo 92% compondo a zona rural, temos terras e água suficientes, uma vocação agropecuária que transcende a mineração, são muitas propriedades rurais em busca de atividades rentáveis, falta boas ideias com iniciativa para produzir. Soluções adequadas aos recursos que dispomos, ” concluiu.

Um pavilhão durante o WIN será destinada ao agronegócio e suas boas ideias para Itabira. “Somos efetivos no AgroWin. Queremos ver cada vez mais o produtor com condições de se estabelecer. Buscar uma nova realidade e alcançar o lucro, como em qualquer empreendimento. Nossa tradição em Itabira para o agronegócio é centenária e devemos explorar mais esse recursos que podem trazer bons dividendos para nossa região,” disse Evando Lage Avelar, presidente do Sindicato Rural de Itabira.

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação