Vice-prefeito de Arcos manda os insatisfeitos deixarem o município

Prefeito Denilson Teixeira e o vice-prefeito Halph Carvalho (Direita)

O vice-prefeito de Arcos, Halph Carvalho (PV), disse que os moradores da cidade que não estavam satisfeitos com a administração municipal poderiam se mudar de lá. Segundo uma moradora que entrou em contato com a coluna Aparte, a declaração foi dada em um discurso no último dia 25, na inauguração de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) no município do Centro-Oeste mineiro. De acordo com a interlocutora, o vice-prefeito afirmou que “os que acham que nada está sendo feito e que Arcos está regredindo, se não estão satisfeitos, podem mudar de cidade”.

Para a moradora, o pedido do vice-prefeito é “muito inapropriado, ainda mais vindo de uma pessoa que é paga pela população da cidade”, falou. 
Procurado, o prefeito Denilson Teixeira (MDB) confirmou que o vice fez a declaração. Mas pontuou que a fala de Half Carvalho foi direcionada para um público específico que critica Arcos nas redes sociais. “Ele disse isso para as pessoas que estavam falando mal da cidade, não para a população em geral. Temos uma série de investimentos nas áreas de segurança pública, saúde, educação, e algumas pessoas ainda continuam falando mal de Arcos”, afirmou o prefeito de Arcos. 

A coluna tentou, mas não conseguiu contato com o vice-prefeito. Em nota, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Arcos afirmou que “o vice admite que sua fala tem sentido duplo, mas que não teve o intuito de mandar as pessoas irem embora da cidade”. 

Ainda na nota, a prefeitura municipal explicou que “o vice-prefeito Halph Carvalho apenas manifestou sua chateação com aqueles que se utilizam das redes sociais para falar mal da cidade de Arcos, uma vez que o município tem se mostrado progressista e que em menos de 20 anos inaugurou duas estações de tratamento de esgoto. Em momento algum ele se refere aos descontentes com a administração, mas apenas aos que falam mal da cidade de forma aleatória, muitas vezes sem conhecimento”, diz trecho da nota. 

De acordo com a prefeitura, a nova ETE tem capacidade de tratamento de 172 litros por segundo – bem superior que a primeira construída – e tem vida útil prevista até 2040. (A.parte)

 

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.