Mais seis veículos são queimados nesta madrugada em MG; ataques passam de 50

Mais seis ataques incendiários a ônibus e veículos de órgãos públicos foram registrados na madrugada desta quarta-feira (06) em Minas Gerais.

Em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana, um veículo da linha 616, que seguia para a garagem, no Bairro Lagoa, foi consumido pelo fogo. O segundo veículo foi atacado no Bairro Veneza. O alvo foi um ônibus de turismo, parcialmente queimado, já que populares conseguiram controlar as chamas. Em Vespasiano, a PM prendeu um maior de idade com uma criança, e dois adolescentes, de 13 e 17 anos. Cristiano Medeiros Graciano, 40 anos, tinha um mandado de prisão em aberto por tráfico internacional de drogas. No veículo em que ele estava, foi encontrado um galão com combustível, uma espingarda calibre 12, uma réplica de pistola e munições. O suspeito disse aos militares que a gasolina era para abastecer um ciclo motor.

No Sul de Minas, dois ônibus escolares foram atacados em São Bento Abade. Os bombeiros de Três Corações controlaram as chamas.

Em Santa Rita do Sapucaí, uma caminhonete da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) foi incendiada por criminosos. Eles invadiram a garagem do prédio.

Outra cidade a registrar ataques a veículos foi Uberlândia. Duas pessoas pararam um ônibus e pediram que todos os passageiros descessem. É o 10º atacado na cidade.

Em São Lourenço, um circular foi o alvo de criminosos. Dez pessoas pararam o ônibus com pedras, roubaram o dinheiro do caixa e espalharam gasolina. Moradores próximos controlaram as chamas.

Em todos os casos, ninguém ficou ferido e mais ninguém foi preso.

Nessa terça (5), Pimentel relatou à Itatiaia que o policiamento foi reforçado nas cidades mais atingidas pelos crimes – no Sul e Triângulo Mineiro –, com policiais à paisana em ônibus e veículos descaracterizados circulando pelas regiões. Ele pediu que a população ligue para a polícia, caso suspeite de ataques. “Acredito que de hoje para amanhã essa coisa vai diminuir”, disse.

O governador declarou que há cerca de 1,4 mil presos em Minas ligados à facção, e que todos são monitorados.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.