PM veta compra de combustível com galão nos postos e impõe limite de R$ 100 por pessoa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 112 Visualizações

Em decisão tomada no fim da tarde desta segunda-feira (28) pela Polícia Militar de Minas Gerais, a venda de combustível nos postos de todo o estado não poderá ser feito com galão. Outra determinação da PM é que a comercialização será limitada a R$ 100 por pessoa. De acordo com a corporação, a medida é necessária para garantir a segurança.

A informação foi dada pelo comandante-geral da Polícia Militar, coronel Helbert Figueiró. Segundo o coronel, a princípio, o uso do galão foi proibido porque a corrida por combustível está gerando muito tumulto nos postos. As pessoas já começam a ser informadas sobre as regras (veja abaixo o vídeo).

Ainda de acordo com o Figueiró, com o galão não há como controlar se a pessoa está na fila para abastecer o veículo ou para revender. Assim, somente quem estiver com o carro/moto/caminhão conseguirá comprar combustível neste primeiro momento.

Com o limite de R$ 100 por pessoa, a quantidade de litros de combustível a ser comercializado vai variar dependendo do preço praticado por cada estabelecimento.

Desde que começou a faltar combustível – reflexo do movimento dos caminhoneiros contra os seguidos aumentos no preço do diesel –, várias pessoas correram para os postos com galão na mão formando filas para comprar combustível.

 

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *