Deslocamento comprometido – Gol, Latam e Azul anunciam planos de contingência por conta da greve

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 153 Visualizações

Por conta da greve dos caminhoneiros que ameaça o abastecimento de combustível em aeroportos pelo Brasil, as principais companhias aéreas que atuam no país emitiram notas nesta quinta-feira anunciando planos de contingência em função da paralisação que tem dificultado o acesso ao combustível e provocado dificuldades no abastecimento das aeronaves em vários aeroportos de todo país.

Em comunicado oficial, a Infraero que administra 54 terminais no país também emitiu alerta neste sentido.Ela afirma que onze de seus principais aeroportos estão em nível crítico, com estoque de querosene e gasolina para no máximo dois dias. A situação mais dramática é em Congonhas, que possui reserva próxima do fim.  
 
A estatal também informa que 14 carretas da BR Aviation estão presas nos bloqueios. “Aos passageiros, a Infraero recomenda que procurem suas companhias para consultar a situação de seus voos. Aos operadores de aeronaves, a empresa orienta que façam a consulta sobre a disponibilidade de combustível na origem e no destino do voo programado.”As três companhias aérea que atuam no Brasil, que juntas reúnem 86,6% do mercado em passageiros transportados, anuciaram medidas extraordinárias para seus clientes.

IMPORTANTE | ANAC orienta consulta às empresas aéreas antes de ir para o aeroporto: https://bit.ly/2IEKfh2 

Informação aos passageiros sobre impacto no abastecimento de aeronaves

ANAC orienta consulta às empresas aéreas antes de ir para o aeroporto

anac.gov.br

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informa em seu site que está acompanhando em tempo real o abastecimento dos aeroportos e os possíveis impactos às operações da greve nacional de caminhoneiros iniciada na segunda-feira, 21, e que já causa “contratempos na malha aérea decorrentes da falta de abastecimento de querosene de aviação”. A agência recomenda aos passageiros com voos marcados para os próximos dias que consultem as empresas aéreas antes de se deslocarem para os aeroportos até que a situação se normalize.

De acordo com a Anac, as reservas de combustível dos aeroportos são gerenciadas por cada operador aeroportuário em conjunto com as companhias aéreas e destaca que, “mesmo com a escassez de combustível nos aeroportos”, todos os voos em operação seguem abastecidos conforme os regulamentos exigidos.

“Os regulamentos da Anac estão amparados internacionalmente e regulam o cálculo a ser feito conforme a rota, a reserva mínima a ser observada, além de instruções sobre a operação que podem alterar o cálculo do combustível”, diz a agência.

Em nota oficial, a LATAM anunciou que, ciente das dificuldades enfrentadas pelos passageiros, está fazendo todo o possível para minimizar os impactos aos seus clientes e por isso “flexibizará suas regras, oferecendo isenção da cobrança de taxa de remarcação e das diferenças tarifárias da passagem para nova data à escolha do cliente e, sem multas, em voos domésticos com partidas, chegas ou conexões programadas para os aeroportos de Brasília, Goiânia, Ilhéus, Recife, Teresina, Confins e Porto Alegre

 

LATAM Brasil

@LATAM_BRA

Atualização 24/05 – LATAM flexibiliza regras para passageiros em função da greve dos caminhoneiros. Saiba mais em http://scup.it/jg26 

 
LATAM lamenta os inconvenientes e desconforto que esta situação alheia à sua vontade pode causar aos clientes, e reforça que mantém seu compromisso com os mais altos padrões de segurança, garantindo a integridade de passageiros e de funcionários.
 
Já a GOL publicou comunicado em seu site oficial recomendando a todos os clientes com viagens previstas para hoje (24) verificarem a situação de seus voos antes de sairem de casa. A empresa reiterou que “está trabalhando para manter sua operação dentro da normalidade, evitando eventuais cancelamentos” e ressaltou que “segue os mais rigorosos padrões de segurança”. Sendo assim, colocou seus canais de atendimento à disposição dos passageiros.
 
Por fim, a Azul Linhas Aéreas liberou a remarcação de passagens sem cobrança extra para voos programados até o dia 31 de maio em todos os aeroportos do Brasil. De qualquer forma, a companhia comunicou que “suas operações estão acontecendo normalmente e seguimos trabalhando para manter a programação de seus voos.” A companhia aérea informou que cancelou 13 voos nesta quinta-feira por conta da falta de combustível em aeroportos do Brasil.
 
Dez voos têm como origem ou destino o aeroporto de Recife (PE). Os cancelamentos afetam, no total, dez aeroportos do país. “Por conta da greve dos caminhoneiros, que impede o fornecimento de combustível para os aeroportos e consequentemente o abastecimento de aeronaves, a Azul cancelará algumas de suas operações”, afirmou a empresa, em nota. Os passageiros com voos programados até o dia 31 de maio podem pedir a remarcação dos bilhetes, sem custo.

Azul Linhas Aéreas

@azulinhasaereas

Seguimos acompanhando a situação da greve dos caminhoneiros, que impede o fornecimento de combustível para os aeroportos e aeronaves. Por conta disso, estamos cancelando alguns voos da nossa operação. Confira a lista atualizada: http://bit.ly/AlertasDeViagemAzul .

 
Fique atento
 
 A orientação da BH Airport, concessionária que administra o Aeroporto de Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, é que os passageiros entrem em contato com as companhias aéreas para consultar a situação dos voos antes de sair de casa.“A concessionária acionou um plano de contingência e todos os esforços para assegurar o abastecimento de aeronaves, mas já enfrenta restrições. A recomendação aos passageiros é que entrem em contato com as companhias aéreas e consultem a situação dos voos antes mesmo do deslocamento até o Aeroporto”, informa em nota.
 
Contatos das companhias aéreas 
 
Independente de qual seja o seu voo, se você está com passagem marcada para os próximos dias, vale chegar a situação dos aeroportos por onde você vai passar, além de eventuais atrasos ou remarcações do seu voo. Abaixo, os canais de comunicação das principais companhias áereas brasileiras:
LATAM: 4002-5700 e 0300 570 5700 ( www.latam.com ) 
Gol: 0300 115 2121 e 0800 704 0465 ( www.voegol.com.br 
Azul: 4003-1118 e 0800 887 1118 ( www.voeazul.com.br ) 
Avianca: 4004-4040 e 0800-286-6543 ( www.avianca.com.br )

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *