Gente, Geral

‘Eu não escrevi isso não’ Pabllo Vittar é criticada após compartilhar campanha LGBTQ+

(foto: Reprodução/Instagram)

Pabllo Vittar se envolveu em uma polêmica nesta quinta-feira (17). No Dia Internacional do Combate à Homofobia, a Rádio Jovem Pan FM criou uma campanha publicitária polêmica sobre a data, em que pede ao público que escolha a última música que ouviria caso fosse vítima de assassinato por LGBTfobia. Em um primeiro momento, Pabllo Vittar apoio à causa. 

O perfil da cantora drag queen no Twitter compartilhou a campanha: “Manas, hoje é o Dia Internacional de Combate a LGBTfobia e quero convidar vocês a fazerem um exercício de empatia. Se você fosse a próxima vítima, qual seria o seu último pedido?”, escreveu. 

 

No entanto, a repercussão foi negativa e ela recebeu várias críticas. Em seguida, ela apagou a mensagem. “Que vergonha” e “que absurdo” foram alguns dos comentários que recebeu na rede social. 

 

Por sua vez, Pabllo tentou se explicar. “Eu não escrevi isso não! Galera que mexe no meu Twitter, que p**** é essa?”, escreveu. Ela ainda afirmou que a pessoa responsável seria demitida: “Pode ter certeza que quem fez isso não trabalha mais comigo, eu mais do que ninguém sei o quão pesado é isso”. 

 

?????? ?????? ⛓?

@pabllovittar

 

Gente do céu o que foi isso? Eu não escrevi isso não! Galera que mexe no meu Twitter que porra e essa? https://twitter.com/solerne/status/997140818556309505 

 
 

 

 

?????? ?????? ⛓?

@pabllovittar

 

Jamais escreveria uma coisa dessas

 

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação

Send this to a friend