Cultura, TV

China proíbe vídeos de Peppa Pig por considerá-la “ícone subversivo”

Governo do país afirma que a personagem foi adotada como símbolo por pessoas ociosas e sem emprego

O governo chinês anunciou que todos os mais de 30 mil vídeos do desenho Peppa Pig foram apagados da plataforma de compartilhamento de vídeos Douyin. Além disso, a hashtag #PeppaPig foi proibida.

A informação foi veiculada no jornal estatal Global Times na última segunda-feira (30), que afirmou que o desenho é um “ícone subversivo”.

O motivo envolve a adoção de Peppa como um símbolo de um grupo chamado Society People, composto por jovens com pouca renda que vivem de formas diferentes das incentivadas pelo governo do país. Segundo o Global Times, o grupo é formado por “pessoas sem trabalho e ociosas”.

Mais de 30 mil episódios do desenho foram apagados de plataforma online (Divulgação/BBC)

 

A publicação ainda criticou o caráter comercial que a animação adquiriu no país, com produtos derivados, além de suas paródias de humor negro ou pornográficas.

Peppa Pig começou a fazer sucesso na China em 2015, após ele ganhar uma versão dublada em mandarim exibida no canal oficial CCTV.

Além dos desenhos, Peppa ainda ganhará dois parques temáticos no país ano que vem. Em 2017, o governo do país mandou editoras diminuírem as tiragens do livro da personagem em um esforço para diminuir a “influência ocidental” no país. (R7)

ARTIGO ANTERIORARTIGO SEGUINTE

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação

Send this to a friend