Dois homens são presos com cerca de uma tonelada e meia de maconha em BH

Dois homens foram presos com cerca de uma tonelada e meia de maconha na noite desta segunda-feira (26) na Região Nordeste de Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar (PM), os suspeitos tentaram subornar os policiais, oferecendo armas.

Empilhadas, as barras de maconha ocuparam quase metade da parede do batalhão de polícia. Segundo a corporação, foram apreendidas 1.273 tabletes, que corresponde a cerca de uma tonelada e meia da droga. O material estava dentro de um contêiner, escondido em um terreno do bairro Capitão Eduardo.

“Tudo partiu de uma denúncia anônima. (…) Disseram que naquela localidade havia um terreno que era utilizado para armazenagem de drogas. (…) É um terreno, não havia edificação, só era murado. Muro alto e portão fechado”, afirmou o capitão Antônio Hot Pereira de Faria.

Víctor Rodrigues da Cruz, de 25 anos, e Ricardo França Cerqueira, de 26, estavam no local e foram presos em flagrante. Chegaram inclusive a informar onde elas estavam. Os militares fizeram buscas em diversos pontos da cidade e encontraram três pistolas e um revólver calibre 38. Os carros dos jovens também foram apreendidos.

Segundo a polícia, a droga é do Paraguai e chegou a Belo Horizonte nesta segunda-feira. Os suspeitos não disseram quem realizou o transporte do material, mas um deles confessou ser dono de parte da droga apreendida.

De acordo com a polícia, os homens integram uma quadrilha de tráfico internacional de drogas, que alimenta o crime na capital e na Região Metropolitana. O capitão Antônio de Faria afirmou que um dos jovens seria responsável pela chefia do tráfico na região do bairro Nova Cachoeirinha.

Como a droga tinha acabado de chegar de outro país, o material apreendido e os suspeitos foram encaminhados para a superintendência da Polícia Federal, no bairro Gutierrez. “A gente também apreendeu um caderno com anotações e esse caderno também vai ser encaminhado para procurar identificar outro tipo de rede de relacionamentos e ligações com outras pessoas de crime organizado”, informou o capitão.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.