MINEIRO – Com tranquilidade, Cruzeiro vence o Boa e agora só pensa na Libertadores

Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro /

Com tranquilidade, o Cruzeiro venceu o Boa Esporte por 3 a 0 neste sábado (24), no Mineirão, pela oitava rodada da fase de classificação do Campeonato Mineiro e se isolou ainda mais na liderança da competição. Rafael Sóbis fez dois gols, e Mancuello, um. Agora, a equipe volta todas as suas atenções para a estreia na Copa Libertadores, nesta terça-feira (27), contra o Racing, na Argentina.

JOGO

O início do Cruzeiro foi arrebatador. Logo no primeiro minuto, Raniel foi lançado na área e dividiu a bola com o goleiro Fabrício. O árbitro mandou seguir. 
Mas no segundo lance do jogo, novamente Raniel recebeu o passe pelo lado esquerdo e serviu a Mancuello, o meia invadiu a área e cruzou para Rafael Sóbis só desviar do arqueiro. 

Mesmo com  a vantagem, o Cruzeiro manteve a pressão sobre a equipe do Sul de Minas. O goleiro Fabrício fez duas importantes em chutes de Mancuello e Rafael Sobis em bons contra-ataques.

Aos 39 minutos, quando a equipe celeste parecia tirar um pouco o pé, em mais uma jogada de velocidade, Raniel recebeu no círculo central e fez um lindo passe de costas para Mancuello. O argentino avançou e, com tranquilidade, na saída de Fabrício, tocou para o fundo das redes. 

Aos 45, cobrança ensaiada de escanteio e, após o cruzamento, Dedé cabeceou forte, mas o goleiro Fabrício fez outra importante defesa, estragando um pouco a festa que a torcida fazia até então na partida de retorno do zagueiro após nove meses. 

SEGUNDO TEMPO
O time celeste começou a segunda etapa em um ritmo mais lento, valorizando a posse de bola no gramado encharcado pela chuva.  Isso fez com que o Boa se arriscasse mais no campo de ataque, e conquistasse alguns escanteios. Mas o goleiro Rafael mostrou que estava atento, principalmente nos cruzamentos. 
O técnico Mano Menezes mexeu na equipe para tentar dar mais volume de jogo. Henrique subistituiu Bruno Silva e Arrascaeta entrou na vaga de Thiago Neves. Raniel também deu lugar a Rafael Marques. 

As alterações deram um novo ânimo ao time. Lucas Romero chutou cruzado e Fabrício fez uma linda defesa. Pouco depois, Henrique deixou Arrascaeta na cara do gol, mas o Uruguaio chutou fraco e possibilitou mais uma defesa para o goleiro boveta. 

Aos 42, Arrascaeta puxou o contra-ataque pela esquerda e serviu Rafael Sóbis na entrada da área. O atacante soltou a bomba no canto direito do goleiro Fabrício, fazendo o segundo dele e fechando o placar. 

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.