DENGUE – Prefeitura de Itabira inicia mutirão de limpeza no VEC

 146 Visualizações

Foto: PMI

Na manhã de terça-feira (30), Fernando Muniz da Neiva, secretário municipal de Auditoria Interna e Controladoria, organizou uma vistoria no Valeriodoce Esporte Clube (VEC) – bairro Campestre – acompanhado de representantes das secretarias municipais de Saúde, Desenvolvimento Urbano e Educação, Esporte e Lazer, além da Empresa de Desenvolvimento de Itabira (Itaurb), com o objetivo de planejar um mutirão de limpeza no imóvel.

De acordo com o último Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (Liraa), realizado entre os dias 8 e 12 de janeiro, o clube foi notificado com 50% de infestação, “o maior índice da cidade”, destacou Fernando Muniz. O VEC, segundo o secretário, conta com uma área de grande proporção e aglomerações e com muitas repartições como piscina, igreja, campo, galpões e bares. “Então, é necessário uma ação, principalmente porque o Valério é uma instituição de grande importância para a cidade. Além disso, nossa preocupação é que o Esporte e Lazer (secretaria) tem uma parceira com o clube e as crianças também utilizam o espaço. Devemos uma satisfação para tranquilizar os pais”, afirmou Fernando Muniz. 

Prefeitura fará, em fevereiro, limpeza no Valério que tem 50% de infestação. Foto: Twitter/Diário de Itabira

Segundo Thereza Cristina Oliveira Andrade Horta, superintendente de Vigilância em Saúde, o VEC é um registro geográfico que pertence à região central da cidade e a inspeção foi realizada por meio de sorteio, de acordo com metodologia da Organização Mundial de Saúde (OMS). “O levantamento é o risco e a proporção que a gente tem. O Aedes aegypti é um problema muito sério que nos dá muita preocupação e dor de cabeça, porque antes ele só transmitia a dengue, hoje, também tem a zika e a chikungunya”, ressaltou Thereza Andrade que, alertou ainda, sobre a possibilidade de reurbanização da febre amarela. “Ainda vivemos esse momento com a febre amarela, que até então é apenas silvestre. Mas, se tivermos pessoas doentes, tratando de febre amarela dentro do nosso município e o Aedes aegypti picá-las, ele (o mosquito) também começa a transmitir a doença em Itabira”. 

A equipe da Prefeitura percorreu toda a área do clube e as agentes de combate a endemias da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) inspecionaram o local para identificar novos focos do mosquito, “pois os encontrados no começo do mês já foram exterminados”, garantiu Thereza Andrade. Para a limpeza completa do Valério, o mutirão acontecerá em duas etapas no mês de fevereiro. Será coletado o lixo mais pesado e posteriormente o local passará por roçadas.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.