Ricardo Oliveira diz que derrota no início do Mineiro evita acomodação e pede paciência ao torcedor do Atlético

 116 Visualizações

Super Esportes

Atacante Ricardo Oliveira disse que entende a ansiedade dos torcedores atleticanos

O rodízio entre titulares e reservas no Atlético tem incomodado alguns torcedores alvinegros. O planejamento montado pela comissão técnica no início da temporada não foi aprovado pelos atleticanos. No entanto, os jogadores entendem que o melhor para a sequência é fazer uma pré-temporada boa para que o time não sofra com problemas físicos durante a caminhada. Por isso, o pedido de paciência é feito pelos principais atletas do elenco, como o atacante Ricardo Oliveira. 

“Primeiro, acho que é muito normal a reação do torcedor de estar chateado quando o time perde. Mas eu acredito em um planejamento para um ano cheio, com calendário apertado. Temos conversado bastante sobre isso. É importante para todos neste momento se sentirem protagonistas, jogarem. É início de uma temporada, terceiro jogo, precisamos de um pouquinho de paciência. Ninguém ainda atingiu o nível de preparação física para dar a resposta que esperam. Não é o momento de ficar tão preocupado assim. É planejamento”, disse.

Ricardo Oliveira fez um pedido especial ao torcedor alvinegro. “Esse momento é normal uma derrota, poderia acontecer. Torcedor precisa um pouquinho de paciência, deixar esse lado passional um pouco mais reservado. Temos Mineiro, Copa do Brasil, Brasileiro, Sul-Americana. Pouco a pouco vamos dar a resposta que o torcedor espera. Não é o momento de ficar preocupado com uma derrota. Não tenho dúvida nenhuma que o planejamento foi feito da melhor maneira possível e de que os resultados virão”.

O Atlético entrou duas vezes em campo com os reservas. Foi um empate contra o Boa e uma derrota para o Villa Nova. Em ambos os jogos o time não conseguiu marcar gols. Já os titulares precisaram de apenas 18 minutos contra o Democrata-GV para marcarem três gols e garantirem um triunfo tranquilo. A boa atuação empolgou os torcedores, que querem ver os principais atletas da equipe atuando constantemente.
 
E o atacante entende a ansiedade dos torcedores. “O torcedor é muito ansioso, é assim. O torcedor que vai ao jogo quer ver gols, variedade de jogadas, dribles. A gente entende. O torcedor também precisa entender que existe um ano cheio, perdemos um mês de Copa do Mundo. Vai acumular bastante. Um time campeão se faz de um elenco forte. Atlético tá trazendo jogadores que vão ajudar, somar bastante. Buscando características de atletas que vão acrescentar dentro de um jogo”.

Lições

A derrota para o Villa pode trazer lições e mostrar que o clube precisa trabalhar muito caso queira conquistar títulos em 2018. Ricardo Oliveira afirma que é possível aprender com o resultado ruim para que o foco continue na preparação para a sequência do ano.
 
“O torcedor tem razão, é passional, é ansioso. Mas gostaria que eles entendessem que estamos envolvidos em um projeto. Às vezes é até melhor perder um jogo, para fazer você pensar mais, corrigir. É só o início. Calma. Faz parte de um processo. Recentemente, o Barcelona perdeu a Supercopa dos Campeões para o Real Madrid. A temporada seria a pior possível… Mas hoje já mudou tudo (supercopa da Espanha né). Sou muito cauteloso. Acredito muito no trabalho.  Acredito muito no potencial desse elenco. É um time que vai dar o máximo para honrar essa camisa”, concluiu.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.