Herança da Playboy só com abstinência

 114 Visualizações

 O fundador da Playboy, Hugh Hefner, impôs algumas condições em seu testamento para que sua família possa usufruir de sua herança de US$ 43 milhões. Hefner morreu em setembro, aos 91.

A viúva e os filhos do empresário têm de se manter distantes das drogas e do álcool e gastar de modo responsável se quiserem herdar a fortuna do fundador da Playboy, de acordo com reportagem dos jornais “El País” e “The Blast”.

Hefner definiu no testamento que, se os beneficiários de seu patrimônio abusarem de substâncias ilegais ou se tornarem dependentes de álcool, terão a herança interditada. Esses beneficiários são sua esposa Crystal Harris, 31, e seus quatro filhos Christie, 65, David 62, Marston, 27, e Cooper, 26.

Hugh Hefner posa com as tradicionais coelhinhas da Playboy (Foto: Rachel Murray/AFP)

Segundo o periódico espanhol, essas cláusulas estabelecem que, se os administradores da herança consideram que algum dos beneficiários consome alguma substância ilegal que não esteja definida nos documentos, também podem ter a fortuna suspensa.

“Se os curadores acham que o beneficiário não pode cuidar de si mesmo ou não pode administrar seus assuntos financeiros, todas as distribuições serão suspensas”, dizem os documentos obtidos pelo jornal “The Blast”. Para isso ficou definido que os administradores podem solicitar um teste de drogas a um beneficiário que suspeitem esteja abusando de substâncias ilegais e, caso os resultados sejam positivos, o beneficiário poderá recuperar seus direitos depois de um ano de sobriedade absoluta. (O Tempo)

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.