SÃO GONÇALO – Casa do Empreendedor completa quatro anos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 519 Visualizações

Órgão apóia o empreendedorismo no município de São Gonçalo do Rio Abaixo

No próximo dia 31 de outubro, a Casa do Empreendedor de São Gonçalo do Rio Abaixo completa quatro anos de funcionamento. Coordenado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, o órgão contabiliza mais de 3.700 atendimentos a novas empresas e Microempreendedores Individuais (MEI’s), centralizando todos os serviços necessários para reduzir a burocracia para abertura, alterações, fechamento e formalização de pequenos negócios.

Criada após a implementação da Lei Geral de Micro e Pequenas Empresas, homologada pelo prefeito Antônio Carlos em janeiro de 2013, a Casa atua em parceria com a Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg) e com o Sebrae, a fim de fomentar o empreendedorismo local.

Consultoria sobre código de barras foi um diferencial ara Cristiano de Souza

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Breno Starling, as micro e pequenas empresas desempenham um importante papel social, pois movimentam a economia local e geram emprego e renda para o município.

O prefeito Antônio Carlos salienta que a Casa do Empreendedor promove a aproximação do governo municipal com os empreendedores locais. “As microempresas geram impostos para o setor público, trabalho e renda para a população, e a Casa, além de centralizar todos os serviços necessários para a pessoa jurídica, facilita a vida do empresariado”, ressalta.

Serviços ofertados

Um importante serviço prestado pela Casa é o direcionamento do microempreendedor para a formalização do seu negócio.  O órgão ainda orienta sobre a alteração de atividades ou endereço, emissão de boletos e notas fiscais, declaração anual de renda, criação de código de barras, entre outros.

A proprietária do ‘Canudos São Rafael’, Flávia Aparecida de Souza (33), conta que ela e o marido Cristiano Costa de Souza (31) fabricam o produto há dois anos e só formalizaram a atividade em fevereiro desse ano. De acordo com o casal, a Casa do Empreendedor foi fundamental para o crescimento do negócio. “Além de formalizar, por meio do MEI, nos ajudaram a implementar o de código de barras e a emitir nota fiscal. E tudo isso gratuitamente,  o que é muito interessante para uma empresa que está começando”, relataram. 

O pedreiro João Viana do Amaral (49) é outro são-gonçalense que trabalha na profissão há 19 anos e que, com a orientação da Casa, optou por formalizar seu negócio há dois anos. Para ele, ser MEI passa muito mais segurança. “Tenho muito mais facilidade para conseguir um serviço e para contratar uma pessoa para trabalhar comigo. Quando preciso aplicar a nota fiscal também é muito mais seguro”, alega. João revela que sempre busca orientações na Casa do Empreendedor. “Eles sempre me encaminham como no caso das notas fiscais e do cadastro do INSS”, declara.

A consulta de viabilidade para registro de empresas é outra assessoria prestada pela Casa do Empreendedor que, juntamente com a Jucemg, a Vigilância em Saúde e as secretarias municipais de Meio Ambiente e Serviços Urbanos, verifica se é viável a instalação da empresa na cidade e se serão necessárias licenças ambiental e sanitária para o seu funcionamento.

Para fomentar a formalização e o crescimento dos negócios locais, a Casa ainda oferecer palestras e oficinas voltadas para o desenvolvimento da gestão empresarial e para o treinamento de mão de obra.

Este ano, a instituição promoveu, em parceria com o grupo Damas de Negócios e o Sebrae, capacitações voltadas para as mulheres empreendedoras do município. Cerca de 30 mulheres que atuam em diversos ramos participaram das atividades.

A Casa do Empreendedor está localizada na Praça 1º de Março, nº 48, próximo à igreja do Rosário. Telefone: (31) 3820-1928.

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *