BELO HORIZONTE – Ana Hickmann presta depoimento sobre atentado em hotel em MG

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 108 Visualizações

A apresentadora Ana Hickmann presta depoimento em Belo Horizonte nesta sexta-feira (20) no processo m que o cunhado, Gustavo Corrêa, é acusado de homicídio.

Ela sofreu um atentado por um “fã” em Belo Horizonte, no dia 21 de maio de 2016. O crime aconteceu dentro de um hotel no bairro Belvedere, Região Centro-Sul da cidade. Gustavo Correa matou Rodrigo Augusto de Pádua após este atirar contra sua mulher, Giovana Oliveira, assessora da apresentadora.

Nesta sexta-feira, a juíza Ámalin Aziz Sant’ana deve ouvir seis testemunhas em uma audiência de instrução. Além da apresentadora, também prestam depoimento a mulher de Gustavo, um segurança do hotel e dois peritos, um da Polícia Civil e outro contratado pela defesa. A identificação da sexta testemunha não foi divulgada pelo Fórum Lafayette, onde a audiência é realizada.

Após os depoimentos de todas as testemunhas, o réu será ouvido pela juíza, que vai decidir se o caso será julgado por júri popular ou pela Vara Criminal. Mas ainda não está confirmado que Gustavo vai prestar depoimento ainda nesta sexta-feira (20).

A apresentadora destacou que acredita que a justiça será feita e que Gustavo será absolvido – Reprodução TV

Entenda o caso

Rodrigo, que era de Juiz de Fora, na Zona da Mata, estava hospedado no mesmo hotel que Ana Hickmann, no dia 21 de maio de 2016. Segundo o boletim de ocorrência, ele rendeu Gustavo e o obrigou a ir até o quarto de Ana, onde também estava a mulher dele, Giovana, que é assessora da apresentadora.

Grossi contou à época do crime que Ana Hickmann desmaiou depois que Giovana, já baleada, caiu de costas sobre seu braço. As duas foram socorridas pelo cabeleireiro que atenderia a modelo no sábado, Júlio Figueiredo. O cabeleireiro chegou a gravar, no telefone, trechos da conversa de Rodrigo com a equipe de Ana Hickmann rendida dentro do quarto.

As duas mulheres deixaram o quarto no momento em que Gustavo começou a lutar com Rodrigo. Na luta, Rodrigo foi morto com três tiros. Giovana contou, em depoimento, que o “fã” falou em “roleta russa”.

Após ser baleada, Giovana ficou internada em um hospital de Belo Horizonte até o dia 25 de maio, quando foi transferida para São Paulo. Giovana ficou internada no Hospital Sírio Libanês até o dia 2 de junho, quando teve alta.

No perfil que Rodrigo mantinha no Instagram, todos os posts eram relacionados à apresentadora, que o fã dizia amar. O delegado de Homicídios Flávio Grossi disse que a família de Rodrigo Augusto de Pádua sabia do fascínio do jovem pela modelo. (Do G1/MG)

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *