BRASILEIRO – Contra adversário desesperado, Galo tenta voltar ao caminho das vitórias

 120 Visualizações

Atlético busca retomar caminho das vitórias para manter vivo o sonho do G-7 no Brasileiro – Foto: SE/reprodução

O Atlético deu uma pequena derrapada contra o Sport, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro. Após o empate fora de casa, é hora de voltar ao caminho das vitórias. A adversária desta quarta-feira, às 21h, no Independência, é a desesperada Chapecoense, que está uma posição acima do Z-4. O Alvinegro precisa do resultado positivo para tentar se reaproximar do Flamengo, 7º colocado, que ocupa a última vaga de classificação para a Libertadores da próxima temporada.

O Galo ocupa a nona posição do Campeonato Brasileiro, com 38 pontos. O Flamengo, alvo do clube na classificação, tem cinco a mais. Nesta quinta, o Rubro-Negro enfrenta o Bahia, na Ilha do Urubu. Com o jogo do time carioca no dia seguinte, o Alvinegro tem chance de se aproximar um pouco mais do adversário e pressioná-lo no confronto contra o Tricolor.

O Alvinegro também busca embalo para o clássico do próximo domingo, às 17h, no Mineirão. Para isso, é bom ter cuidado. Adilson, Alex Silva, Fred, Marlone, Matheus Mancini e Otero estão pendurados. Caso um deles leve o amarelo, ficará fora do jogo contra o Cruzeiro. 

O Atlético terá novidades contra a Chape. Roger Bernardo ganha a vaga de Adilson no meio-campo. Robinho volta ao time após cumprir suspensão. Ele entra no lugar de Otero, que teve boa participação no empate contra o Sport no último domingo – foi responsável pela assistência para o gol de Fred.

O zagueiro Felipe Santana, que assumiu a vaga do lesionado Leonardo Silva e vem tendo boas participações na defesa alvinegra, espera um adversário fechado nesta quarta-feira no Independência.

“Tratando-se de parte de baixo da tabela é difícil, porque nós estávamos brigando. Nós esperamos essa diferença de comportamento da Chapecoense. Vão vir fechados. Vai ser difícil, vem de três jogos fora de casa muito bons. Temos que ter consciência, não vamos poder ir no barulho da torcida. Temos que cadenciar o jogo, como contra o São Paulo. Com certeza uma bola vai sobrar para o Robinho, para o Fred, para o Cazares”, disse.

Chapecoense

A Chape decidiu, após a derrota para o Flamengo em casa, mudar o comando técnico. Emerson Cris voltará a ser auxiliar técnico, enquanto Gilson Kleina assume o time. Contra o Atlético, Cris deve comandar a equipe. E ele apontou mudanças no time para a partida no Independência.

Os volantes Luiz Antônio e Amaral entraram no time titular. A estratégia é formar um meio-campo forte – são quatro volantes – e apostar no contra-ataque para bater o Galo no Horto. (informações do SuperEsporte)

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.