Conmebol deixará de exigir testes de covid-19 em suas competições

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) deixou de exigir dos clubes testes de covid-19 para os jogadores e comissão técnica nas competições organizadas por ela. A entidade informou a mudança no protocolo em um comunicado nesta sexta-feira.

De acordo com a Conmebol, “a decisão foi tomada após análise dos dados e resultados dos protocolos covid-19, relatórios da Organização Mundial da Saúde (OMS) e publicações científicas de prestígio internacional”. Os médicos da entidade que formam a comissão covid-19 concluíram que já existem as condições para a adoção da medida.

As competições organizadas pela Conmebol foram paralisadas de março a setembro de 2020 por conta da pandemia da covid-19. Os jogos voltaram a ser disputados em meio a um rígido protocolo sanitário que envolvia testes obrigatórios antes de cada partida.

“Este é um passo crucial no caminho para a normalização final dos torneios da Confederação”, informou a Conmebol.

No entanto, para disputar os torneios organizados pela entidade sul-americana, jogadores e membros das comissões técnicas terão que cumprir o esquema completo de vacinação contra a covid-19, seguindo as exigências sanitárias de cada país. Caberá à equipe médica de cada clube assegurar o controle e o estado de saúde de todos os funcionários do clube.

Se houver a confirmação de um caso positivo da doença, os clubes deverão informar imediatamente a Comissão Médica da Conmebol.

A partir daí, os médicos dos clubes serão responsáveis por acompanhar a evolução dos atletas durante o período de isolamento para casos sintomáticos e assintomáticos.

A Comissão Médica da Conmebol será a responsável por aprovar ou indeferir o pedido de alta médica informado e assinado pelo médico do clube.
 
Fonte: Radio Itatiaia

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.