Ford assina contratos com Vale para expansão de veículos elétricos

A Ford anunciou nesta quinta-feira que assinou contratos com as unidades da Vale no Canadá e na Indonésia para fornecimento de níquel para fabricação de baterias, inserido em seus planos de expansão para dois milhões de veículos elétricos por ano até 2026.

A montadora assinou também contratos com outras mineradoras, como Huayou Cobalt, BHP, Liontown Resources e Rio Tinto, para fornecimento de níquel e lítio que será utilizado na fabricação das novas baterias e veículos.

Com os contratos, a companhia diz que já garante o fornecimento de pelo menos 70% da capacidade de baterias necessárias para apoiar a meta de produção de dois milhões de veículos elétricos por ano em 2026.

“O portfólio de veículos elétricos da Ford atraiu muito entusiasmo e demanda dos clientes, agora estamos garantindo que o sistema industrial consiga escalar as operações rapidamente”, diz Jim Farley, diretor-presidente da Ford, em nota.

De acordo com a empresa, estão projetados investimentos de até US$ 50 bilhões até 2026 no desenvolvimento de veículos elétricos, esperando uma margem Ebit ajustada para a companhia de 10% até aquele ano e de 8% para a unidade de elétricos.

O passo inicial, segundo a Ford, é a fabricação de 600 mil veículos elétricos até o fim de 2023. Para isso, a companhia já assegurou a capacidade em baterias necessária, 60 gigawatt-hora (GWh).

A Ford também assinou contrato com a fabricante de baterias CATL e reiterou parcerias com LG Energy Solution e SK On para escalar a capacidade de produção de baterias necessárias para apoiar seu plano de expansão.

Há pouco, as ações da Ford negociadas na Bolsa de Nova York (Nyse) tinham alta de 0,43%.

Fonte: O Globo 

 

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.