Presidente do Metabase está na luta em favor dos assistidos pelo Benefício Proporcional

André Viana: Vamos resgatar a dignidade dos aposentados pela Valia.

Será realizada hoje (06) uma assembleia com aposentados, pensionistas e aposentáveis da Vale, pertencentes ao plano Benefício Proporcional – BP, que foram admitidos antes do ano 2000 e passaram pela migração do BD para o Vale Mais.

Nesta assembleia serão abordados temas pertinentes ao benefício, bem como esclarecimento e plano de ações futuras em defesa dos interesses destes assistidos. Em uma ação conjunta do Metabase Itabira, Aposvale e Sindfer ES/MG, o presidente do Metabase, André Viana esclarece que a migração ocorrida à época é um “calcanhar de aquiles” destes aposentados: “Estes assistidos empurrados para o plano Benefício Proporcional ainda no ano 2.000 é uma ação vergonhosa institucionalizada.

O famigerado BP/Vale Mais é o grande terror, também, dos trabalhadores ativos hoje, que são aposentáveis e obviamente os futuros aposentados. Queremos reforçar uma discussão séria com a Valia para que possamos elaborar o regulamento próprio do BP e buscar a cisão deste plano, exigência feita há anos e ainda sem resposta. Estudos jurídicos já foram realizados e teremos todos os cálculos, análises de riscos e estatísticas elaboradas por um grupo de respeitáveis atuários. Este trabalho realizado cria nos aposentados e pensionistas a esperança de que a Valia possa finalmente rever este processo e iniciar uma discussão desta situação tão difícil que os assistidos estão passando.

Não podemos esquecer que a dona Vale empurrou goela abaixo dos nossos aposentados e aposentáveis este plano. A empresa não vai passar despercebida, como não tivesse nada com isso. Pelo contrário, a Vale é a principal causadora desse desastre que há mais de 20 anos causa danos irreparáveis aos nossos assistidos”, disse o presidente. Ainda de acordo com André, “a Vale recebe em seus pomposos cofres todo superávit do plano BP, isso mesmo, ela abocanha esses valores que deveriam ir para os nossos assistidos, inclusive os trabalhadores da ativa, que têm direito.

A pergunta que não quer calar:

A Vale e a Valia reconhecidas mundialmente pelos seus lucros em bilhões de dólares a cada ano, precisa do superávit dos aposentados? Ela realmente precisa onerar pessoas com 60, 70, 80 anos de idade?? Ela precisa causar temor por um futuro incerto a tantas pessoas? A Vale consegue prejudicar até seus ex-funcionários, ou seja, depois de 30, 40 anos de empresa, o trabalhador aposentado sofre as consequências de uma empresa insensível, desumana e focada em seus lucros”.

O presidente do Metabase cita um exemplo:

“A nossa ação que pede a Valia a retirada do BP do regulamento do Vale Mais, depende da boa vontade da empresa para autorizar, portanto, causa-nos dificuldades imensas para melhorarmos a situação desse pessoal”. André Viana disse que reconhece a administração que a Valia realiza no plano previdenciário: “Não seremos irresponsáveis em atacar levianamente a gestão que é realizada. Hoje são mais de 300 planos de previdência privada no Brasil e somos o único que gera superávit. Parabenizamos por isto, porém, existem realidades que necessitam um olhar mais humano e menos institucional”. 

José Basílio, integrante da Comissão de Aposentados e Pensionistas da instituição, diz ser tudo isso uma triste lembrança: “…sim, triste lembrança em saber que à época não tiveram opção de escolha e hoje recebem menos e sequer têm direito ao superávit. Uma injustiça que entristece milhares de aposentados e claro, os que ainda irão se aposentar.

A Valia no próximo ano completa 50 anos e acreditamos que será um excelente presente reconhecer que foram esses homens e mulheres que contribuíram para a construção do plano Benefício Definido (BD), que hoje paga superávit, Chega de submassa”, disse Basílio. O plano BP abrange cerca de 9000 aposentados e aposentáveis, espalhados em todo o Brasil.

Fonte: ACOM-METABASE ITABIRA 

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.