Ex-goleiro Bruno Fernandes tem prisão decretada por não pagar pensão alimentícia

 274 Visualizações

O ex-goleiro Bruno Fernandes teve a prisão decretada pelo Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul, por não pagamento de pensão alimentícia ao filho Bruninho, fruto da relação que o ex-jogador de Flamengo e Atlético teve com Eliza Samudio, assassinada em 2010 e que nunca teve o corpo encontrado.  

Conforme a decisão divulgada pela Justiça nessa sexta-feira (27), Bruno terá que pagar cerca de R$ 60 mil. A ação é referente a dois salários mínimos por mês, desde janeiro de 2020.

A decisão determina que o ex-goleiro permaneça preso até que sejam quitadas todas as parcelas pendentes ou pelo prazo máximo de 3 meses. 

Bruno Fernandes ainda cumpre pena em regime aberto pelo assassinato de Eliza. Atualmente, ele mora em Cabo Frio, no Rio de Janeiro, onde tem negócios e investimentos no mercado financeiro. 

Fonte: Rádio Itatiaia

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.