Nova hemodiálise do HNSD atenderá 246 pacientes por semana

 321 Visualizações

Unidade passou por reformas que permitiram ampliar a sua capacidade de atendimento para pacientes de Itabira e região.

No mês em que comemora 163 anos, o Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD) entrega um presente para os pacientes de Itabira e região. Na manhã de sexta-feira (29/04), a instituição inaugurou as obras de expansão da sua hemodiálise, que agora passa a atender até 246 pacientes por semana — 36 a mais do que a capacidade atual.

“Ao entregar a hemodiálise nós estamos atendendo uma camada de pessoas necessitadas, o que é muito importante, pois é um trabalho que perpetua a vida, que salva vida. Então estou muito feliz”, afirmou Márcio Antônio Labruna, provedor do HNSD.

Provedor do HNSD Márcio Antônio Labruna

Para atender a nova unidade, foram adquiridas seis novas máquinas de diálise, chegando a 41 equipamentos disponíveis para atendimento. Assim, o setor conseguirá realizar 738 sessões a cada seis dias, já que cada paciente demanda três sessões semanais. A hemodiálise também passou por melhorias estruturais com a ampliação da sua área de atendimento, assim como o desenvolvimento de áreas de apoio para a equipe técnica.

“Com a reforma da hemodiálise, passamos a oferecer aos nossos pacientes uma estrutura mais acolhedora e com um parque tecnológico reformado, o que melhor a qualidade da diálise. Então essa é uma retribuição da Irmandade Nossa Senhora das Dores, do HNSD para toda a comunidade de Itabira e região”, ressaltou Alexandre Coelho, diretor-executivo do HNSD.

Apoio – Além de aumentar o número de equipamentos, as antigas máquinas foram substituídas por novos modelos, todos com tecnologia avançada para o tratamento de diálise. O que foi possível graças a uma emenda parlamentar encaminhada pelo ex-deputado federal Enéias José dos Reis.

“Quando estava em Brasília falei com o meu assessor: precisamos fazer alguma coisa em Itabira e que também possa contemplar as 24 cidades do entorno que dependem desse município. E pensei na saúde. Estive com o Dr. Marco Antônio Gomes nesta hemodiálise, quando as máquinas não estavam precárias, e ele lutando para atender os pacientes. E o Dr. Marco Antônio me falou que precisava de novas máquinas. Então fizemos a emenda para ele substituir todas elas”, relatou Enéias Reis.

Dr. Marco Antônio Gomes

História – A unidade de hemodiálise do HNSD foi inaugurada em janeiro de 1989 com apenas cinco máquinas e 11 pacientes — um trabalho que contou com importante contribuição de Márcio Labruna e do médico Marco Antônio Gomes, que segue como responsável pelo setor.

Em 1999, após a doação de 21 máquinas feita pela Vale, o setor foi transferido para o prédio que atualmente ocupa. Agora, com a nova reforma e o aumento dos equipamentos, o HNSD passa a contar com 41 máquinas por turno.

Os investimentos ao longo do tempo fizeram com que o hospital se tornasse uma referência macrorregional, atendendo a maioria dos municípios vizinhos. Para se ter uma ideia, de janeiro a dezembro de 2021 foram realizadas 31.333 sessões de hemodiálise, com uma média mensal de 220 pacientes atendidos. Atualmente o setor conta com 53 colaboradores, entre médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, psicólogo, assistente social, nutricionista e outros profissionais.

“O que nós fizemos hoje não é só uma questão de máquinas, mas de um ambiente melhor. Porque os pacientes passam um tempo maior de suas vidas aqui dentro, pois fazem a diálise três vezes na semana, ficando quatro na máquina a cada sessão. Então o ambiente em que eles vão receber o tratamento tem que ser um ambiente agradável — tanto para o paciente quanto para que o serve, que é a equipe técnica, que também passa a ter um local melhor para trabalhar”, destacou Marco Antônio Gomes.

Reconhecimento – O prefeito Marco Antônio Lage participou da inauguração e durante o seu discurso destacou a importância dos trabalhos realizados por Márcio Labruna e o médico Marco Antônio Gomes para a construção de um serviço de diálise eficiente para Itabira e região.

Prefeito Marco Antônio Lage

“Dois homens têm sido fundamentais para a estruturação da hemodiálise de Itabira. Márcio Labruna é um sacerdote dessa causa há tantos anos, além de ser um realizador. Já o Dr. Marco Antônio Gomes tem um histórico de dedicação a essa hemodiálise. A esses dois homens devemos o reconhecimento a esse trabalho para Itabira”, observou Marco Antônio Lage.

Alexandre Coelho, Marco Antônio Gomes, Márcio Labruna, Marco Antônio Lage, Diquinho, Reinaldo Santos, Enéiais Reis

Presenças – Também estiveram na solenidade de inauguração da nova hemodiálise o prefeito de Santa Maria de Itabira, Reinaldo das Dores Santos; o prefeito de Ferros, Raimundo Menezes de Carvalho Filho “Diquinho”; e os vereadores Bernardo de Souza Rosa, Juber Madeira e Rodrigo Alexandre Assis Silva “Diguerê”.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.