Vereadores de São Gonçalo cobram da Vale mais empregos para a população local

 322 Visualizações

Na última sexta-feira (08/04), os vereadores de São Gonçalo do Rio Abaixo reuniram-se com o analista de relações institucionais da Vale S/A, Pedro Scaldini, para cobrar ações que promovam a geração de emprego para a população são-gonçalense. O representante da empresa foi à Câmara Municipal a pedido do Presidente da Casa, vereador Diego José Ribeiro (PDT), por meio do ofício enviado em fevereiro.

A iniciativa do encontro surgiu após a Consórcio Mina Fábrica, empresa terceirizada da Vale, ter divulgado várias vagas de empregos, mas exigindo como requisito necessário “a residência nas cidades de Barão de Cocais, Santa Bárbara e Catas Altas”, excluindo então o município de São Gonçalo. Os vereadores tentaram obter esclarecimentos com a Vale e a contratada, mas não tiveram um retorno satisfatório. Além disso, os vereadores se queixam que, atualmente, os trabalhadores são-gonçalenses na Vale são ainda minoria, enquanto boa parte da Mina do Brucutu está localizada no município. Logo, eles exigem que as ações da Vale e de suas contratadas sejam iguais em todas as cidades, sem distinção.

De acordo com Pedro Scaldini, a Vale não teve conhecimento prévio do anúncio dessas vagas, e ressaltou que a empresa é completamente contra qualquer tipo de discriminação nas contratações, seguindo uma política de não segregar nenhuma cidade, e com o compromisso de contratar a mão de obra local.  Ele também esclareceu que a Consórcio Mina Fábrica e as demais terceirizadas foram acionadas e orientadas para que tal erro não ocorra novamente.

Sendo assim, os vereadores questionaram quando haverá as vagas para o povo de São Gonçalo. Segundo Scaldini, estão previstas novas contratações para diversas áreas a partir de julho deste ano, priorizando 60% da mão de obra de São Gonçalo, e também dos municípios de Santa Bárbara e Barão de Cocais. Além disso, o analista propõe agir para pensar em conjunto, entre a Vale, as terceirizadas e o Legislativo Municipal, para dar um maior retorno à população.

Os vereadores pediram mais oportunidades de primeiro emprego para aqueles que ainda não têm experiência no mercado de trabalho ou em sua área, sugerindo assim programas de trainees e de estágios, com a possibilidade de a pessoa ser efetivada futuramente na empresa. Com isso, os vereadores requerem que as vagas de estágio tenham uma maior divulgação em São Gonçalo, e reforçaram mais uma vez a prioridade de contratar os cidadãos locais.

Ainda sobre o assunto, os vereadores solicitaram o apoio da Vale em cursos de capacitação para a população, para que as suas habilidades sejam constantemente aprimoradas de acordo com as demandas de trabalho.

OUTROS PROJETOS PARA SÃO GONÇALO

Além da geração de emprego, os vereadores cobraram também mais apoio da Vale S/A aos projetos culturais dos artistas locais. Mais especificamente, o Legislativo Municipal solicita parcerias de cunho social com a Vale, incluindo também o Poder Executivo, voltadas à população em situação de vulnerabilidade. Assim, os vereadores sugeriram também a criação de projetos para os jovens, trabalhando em conjunto com as secretarias municipais de cultura, de educação e de esportes, e com as escolas no município. Ou seja, a ideia é que a empresa patrocine artistas locais que carecem de apoio, como também projetos culturais que promovam principalmente a formação dos jovens são-gonçalenses. Para isso, os vereadores propõem também um canal de comunicação mais acessível entre a Vale e os artistas. 

De acordo com Scaldini, a Vale pretende apoiar em breve projetos voltados à cultura, aos idosos e, agora, aos esportes, por meio de parcerias com entidades de fora do município que, consequentemente, contratarão a mão de obra local para realizar as atividades. Ainda segundo o analista, a Vale tem feito uma parceria com a Secretaria Municipal de Esportes para realizar aulas de judô em São Gonçalo.

Por fim, o analista Pedro Scaldini agradeceu pelo convite e se colocou mais uma vez à disposição dos vereadores, para que eles possam levar os anseios e as reivindicações da população à Vale S/A.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.