Deputado Bernardo Mucida cobra da Vale e envia carta à Bolsa de Valores de Nova York sobre cumprimento da Agenda ESG da mineradora

 527 Visualizações

O deputado Bernardo Mucida enviou uma carta à Bolsa de Valores de Nova York compartilhando seus questionamentos quanto à elaboração e ao cumprimento da Agenda ESG (Environmental, Social and Corporate Governance) da Vale S.A.. À presidência da mineradora, pediu para detalhar em sua política de ESG a reparação dos danos provocados pela extração nos territórios minerados.

Para Bernardo Mucida, Itabira, por ser berço da Vale S.A. e o primeiro grande município minerador com previsão de exaustão de suas minas, é a melhor oportunidade para entregar à sociedade brasileira e internacional um exemplo de cidade mineradora sustentável, pós-exaustão das jazidas.

“Convidei autoridades do mercado de capitais e comunidades envolvidas para buscarmos soluções aos danos provocados pela extração minerária em Itabira, bem como garantir o desenvolvimento econômico do município após o fechamento das minas, que está previsto para 2031”, explica o deputado, garantindo que o anúncio desse esgotamento cria um ambiente de incerteza quanto ao futuro de Itabira, sua sustentabilidade econômica, ambiental e social após o efetivo encerramento das atividades minerárias do município.

Nos documentos enviados, Mucida reivindicou que a Vale evidencie em sua política de ESG a reparação dos danos provocados pela mineração no estado de Minas Gerais, de forma ampla, e no município de Itabira, de modo específico. Para ele, a Agenda também deve prever o efetivo investimento em melhoria e ampliação da infraestrutura, capacitação profissional e tecnológica para os municípios mineradores.

O objetivo do deputado é garantir que os municípios afetados encontrem novas vocações para alavancar seu desenvolvimento, regenerar os territórios minerados e áreas degradadas, com geração de emprego e renda para seus habitantes. Para o parlamentar, a Vale deve se comprometer com a consolidação de um polo educacional e de medicina especializada, investimentos em infraestrutura viária, atenção ao fornecimento de água limpa e abundante, além da eliminação de qualquer risco futuro com as barragens.

“Conto com o apoio dos mineiros para se atentarem a esse panorama e serem presentes nos debates que provoco na Assembleia Legislativa de Minas Gerais”, finaliza Mucida, garantindo continuar lutando contra os danos da extração minerária e cobrar soluções para o desenvolvimento econômico após o fechamento das minas em todo o estado de Minas Gerais.

Saiba mais em: https://www.youtube.com/watch?v=evgN323-vq0

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.