Ciro Gomes: ‘É bom votar no Lula para protestar contra a fraude que é Bolsonaro? Não é’

 365 Visualizações

Pré-candidato à Presidência da República nas eleições de 2022, Ciro Gomes (PDT) concedeu entrevista exclusiva à Rádio Itatiaia nesta sexta-feira (11). Na participação, o pedetista não poupou críticas aos adversários na corrida eleitoral: classificou Jair Bolsonaro como “fraude”, acusou Lula (PT) de fazer “conchavo político”, chamou João Dória (PSDB) de “viúva do Bolsonaro” e classificou Sergio Moro (Podemos) como “muito despreparado”.

Ciro disse que Bolsonaro só chegou ao cargo, nas eleições de 2016, devido ao “protesto do povo brasileiro contra o PT”. Para 2022, ele opina: “Não é bom para o Brasil votar no Lula e no PT para protestar contra a fraude e decepção que Bolsonaro representa”. 

Ciro: Moro encantou-se com a ideia de fazer política

O ex-ministro também diz que Lula tem feito “conchavo político com quem ele chamou de inimigo do povo brasileiro”. “Precisamos dar oportunidade ao Brasil para transformar esse debate em um grande esforço de reconciliação da sociedade brasileira”, prosseguiu.

O pedetista se apresenta como terceira via à polarização entre Lula e o Jair Bolsonaro. “Precisamos propor ideias ao invés de pedir ao povo: “Vote em mim”. Vote em mim porque vou propor novo modelo do sistema de imposto, nova regulação para o mundo do trabalho. Novo modelo de financiamento da previdência, novo modelo de educação pública”, afirmou.

Ciro também criticou Sérgio Moro, pré-candidato à presidência pelo Podemos. O ex-juiz da Lava Jato disse, publicamente, não considerar o pedetista um adversário político. “Ele não considera porque está apavorado. Eu resolvi tratá-lo como inimigo da República, que é como ele deve ser tratado”. 

“Ele é um juiz muito despreparado que encantou com a possibilidade de fazer política. Mandou prender e caçar os direitos políticos de um cidadão [Lula], e no dia seguinte foi ser ministro do que ganhou a eleição [Bolsonaro]”, completou.

Fonte: Rádio Itatiaia

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.