Godín desembarca em BH , elogia o Galo e fala em ganhar títulos com a camisa do Atlético

 298 Visualizações

Chegou a Belo Horizonte na noite deste sábado (15) o novo xerife atleticano. O uruguaio Diego Godín, de 35 anos, desembarcou no aeroporto internacional, em Confins, às 19h40, falou rapidamente com a imprensa e deu autógrafos aos torcedores que compareceram à área de desembarque do terminal aéreo. O jogador foi anunciado oficialmente como reforço do Galo na última quarta-feira (12), e assina contrato até o fim de 2022. O vínculo, conforme apuração da Itatiaia, poderá ser renovado por mais um ano. 

“Contente por estar aqui. Estou contente por receber o carinho de todos através das redes sociais. É um novo desafio, com gana de aprender, conhecendo este futebol (o brasileiro) mais adentro, muitos anos longe jogando na América do Sul, mas não especialmente no futebol brasileiro. Estou com gana de dar tudo por esse grupo”, disse Godín ainda no aeroporto.

“É um clube grande, acabou de ganhar o Brasileirão, a Copa do Brasil. É um grande clube, com grandes jogadores e que aspira a seguir ganhando títulos. Esse projeto ambicioso é o que me fez querer vir para seguir contribuindo, e ajudar a ganhar títulos”, completou, explicando o motivo de ter escolhido o Galo. 

Saída da Europa

Godín deixou o Cagliari, da Itália, nos últimos dias, e mostrou insatisfação com algumas pessoas do clube. Em sua carta de despedida deixou claro sua tristeza pela forma como foi tratado. 

“(…) Sinto uma grande tristeza por como se transformou minha relação com algumas pessoas do clube (…) Alguns dirigentes do clube, de forma injustificada e querendo pôr uma cortina de fumaça sobre o problema real, que são eles mesmos, colocaram em xeque meu profissionalismo, meu compromisso e respeito por esta camiseta. Essas falsidades doem mais ainda quando, há poucas semanas, havia aceitado fazer um esforço econômico para aliviar o clube”, reproduziu em uma carta divulgada nas redes sociais. 

O uruguaio chega para substituir o paraguaio Junior Alonso, vendido ao Krasnodar, da Rússia, por quase R$ 50 milhões.

Fonte: Rádio Itatiaia

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.