Pequenos empreendedores impulsionam novos negócios em Barão de Cocais

 299 Visualizações

Apicultura, turismo, moda, educação, gastronomia, mediação social. Dez novos negócios, de setores variados, estão prestes a tomar forma, contribuindo para a economia criativa local em Barão de Cocais. Os projetos foram selecionados para a etapa de aceleração do Projeto Horizonte, iniciativa da Vale em parceria com a empresa de educação empreendedora Semente Negócios, que busca estimular o desenvolvimento de negócios focados em criar soluções inovadoras para os problemas enfrentados pelos moradores locais. Na etapa de aceleração, que tem início em novembro, os empreendedores terão acesso a consultorias especializadas em suas áreas de atuação, mentorias, rede de parceiros e um aporte de até R$ 50 mil em capital semente – financiamento para empresas que começam a dar os primeiros passos.

Um desses projetos é o Fê.Mina, que nasceu do desejo das advogadas Aline Félix e Carolina Bezerra em verem mais mulheres entrando e ascendendo no mercado de trabalho de Barão de Cocais e região. Quando elas foram selecionadas para o Horizonte, o Fê.Mina era apenas uma ideia. “O projeto nos ajudou a compreender e dar mais concretude ao nosso negócio. Aprendemos a definir com clareza quem é nosso beneficiário, quem é nosso cliente e lapidamos a ideia inicial”, afirma Aline Félix.

Por meio de capacitações e workshops para as lideranças, o Fê.Mina pretende contribuir para que empresas locais criem mecanismos para atração e retenção de mulheres, além de incentivarem o empoderamento de suas profissionais. O objetivo, segundo Aline, é beneficiar não só as mulheres no mercado de trabalho, mas também as empresas. “Equipes diversas tendem a ser mais inovadoras, retêm talentos com mais facilidade, trazem mais investimentos e ampliam seus lucros”, explica. Ao longo das etapas do Projeto Horizonte, o negócio amadureceu e agora, na fase de aceleração, é a vez de colocar as mãos na massa. “A partir de agora, vamos formatar a empresa de fato. Já estamos orçando contador, designer, website”, comemora Aline.

As capacitações do Projeto Horizonte ajudaram Aline Félix e sua sócia a formatarem o modelo de negócio do Fê.Mina, que leva mais diversidade ao mercado de trabalho de Barão de Cocais e região.

Da ideia à prática
Como as sócias do Fê.Mina, outros empreendedores em Barão de Cocais, Santa Bárbara e distritos de André do Mato Dentro, Barra Feliz e Cruz dos Peixotos, Itabirito, Antônio Pereira e Engenho Correia (distritos de Ouro Preto), Macacos (Nova Lima) se beneficiaram do Projeto Horizonte. A primeira etapa, a Maratona Empreendedora, capacitou mais de 1.200 pessoas, direta e indiretamente, com negócios em quatro frentes: Soluções para Cidades Sustentáveis e Economia Circular, Desenvolvimento rural e turismo ecológico, Inclusão digital, educação e infraestrutura e Saúde comunitária e tecnologias para o bem-estar. Todos passaram por oficinas, bate papos com empreendedores, sessões para tirar dúvidas e outras atividades em temas relativos ao empreendedorismo e à inovação. Na fase da pré-aceleração, foi a vez de testarem e validarem seus negócios.

Na fase de aceleração, que vai até outubro de 2022, participam 39 projetos. Os que tiverem melhor desempenho serão selecionados para a graduação de negócios, quando serão apresentados a investidores e outros stakeholders. “Nosso objetivo, ao financiar o Projeto Horizonte, é gerar oportunidades de melhoria das condições de vida nesses municípios. Entendemos que na medida em que se capacitam, poderão gerar mais negócios, renda para suas famílias e ampliar o mercado de trabalho de suas comunidades”, analisa Flávia Soares, gerente de fomento econômico da Vale.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.