Conselheiros de Política Cultural são empossados e garantem formação com o grupo Galpão

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 135 Visualizações

Os conselheiros de política cultural de Itabira receberam na tarde de quinta-feira (11/11) o termo de posse para o biênio 2021/2023. A cerimônia foi realizada no Auditório da Prefeitura conforme instituído pela Lei Municipal n°4.728, de 25 de setembro de 2014, alterada pela 5.308 de 19 de julho  de 2021 e decreto n°1.486 de 27 de setembro de 2021. 

O Conselho Municipal de Política Cultural tem caráter colegiado deliberativo, consultivo e normativo da Política Municipal de Cultura e integra a estrutura da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA). De acordo com o prefeito, Marco Antônio Lage, a cultura de Itabira sempre teve uma participação ativa de intelectuais, artistas, da comunidade e de representantes da cultura popular. 

“Eu vejo uma representatividade muito grande nesse conselho! Tem uma abrangência no que diz respeito ao conceito de cultura. Esse primeiro passo é muito importante porque o conselho é feito para trabalhar conosco, principalmente nesse momento fundamental da nossa realidade cultural”, afirmou Marco Antônio Lage. 

Ainda, segundo o prefeito, Itabira precisa oferecer arte em abundância, nas escolas e ruas de todos os bairros. “Por isso eu visto a camisa dos festivais, de novos museus! É um sonho e precisamos lutar por eles! Eu anunciei novos museus, como o da escravatura, diversidade e mineração”, reforçou o Chefe do Executivo Municipal. 

O Superintendente da FCCDA, Marcos Alcântara, aproveitou a oportunidade para convidar os conselheiros para uma formação em conjunto com o Grupo Galpão. O momento de saber será realizado em 15 dias e promete dar mais energia aos novos representantes do segmento cultural. Além disso, Marcos Alcântara disse que é fundamental também colocar para funcionar o Fundo Municipal de Cultura. 

“É um dia muito importante, principalmente, porque nós estamos buscando realmente desenvolver uma cidade cultural. Itabira passa por diversos desafios, um dos maiores é conseguir desenhar toda a política cultural que a cidade pede. É impossível construir algo grandioso sem a participação popular”, destacou o superintendente. 

Confira a lista dos conselheiros de política cultural de Itabira:

Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade

Marcos Rodrigo Pinto de Alcântara – titular

Walter de Freitas Costa Júnior – suplente

Samuel Alves Maciel – titular

Cecília Pires Guerra Xavier – suplente

Secretaria Municipal de Educação

Ana Paula Brandão Silva – titular

Luana Alves Ferreira – suplente

Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Inovação e Turismo

Rafael Madeira de Sá – titular

Elaine Cristina Linhares Diniz – suplente

Secretaria Municipal de Governo

Paulo Henrique Rodrigues da Silva – titular

Nyara Martins Crispim – suplente

Secretaria Municipal de Assistência Social

Kerley Raidan Ferreira – titular

Priscila Oliveira Câncio – suplente

Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Juventude

Patrícia Zingoni Machado de Morais – titular

Vinícius dos Santos Rodrigues – suplente

Segmento de Cultura Popular

Sara Maria Cabral Silva – titular

Luciano Celso de Oliveira – suplente

Segmento de Artesanato

Sara Sandra Dias – titular

Sheila Furtado Kamura – suplente

Segmento de Literatura, Livro e Leitura

Juliana Cássia Naves Araújo – titular

Antônio da Conceição Santos – suplente

Segmento de Música

Ana Carolina Aparecida Costa – titular

Helvécio Roberto Nascimento – suplente

Segmento de Artes Cênicas

Lucas Oliveira Lage – titular

Werner Amann – suplente

Segmento de Empresas e Produtores Culturais

Altamir José de Barros – titular

Alexandre Lennon da Silva Procópio – suplente

Segmento de Cultura Afro-brasileira

Denise de Andrade Félix – titular

Selma Geralda de Paula Oliveira – suplente 

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *