Giovanni revela desejo de seguir no Cruzeiro e pede ‘mudança de postura’ para próxima temporada

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 127 Visualizações

À disposição do técnico Vanderlei Luxemburgo após cumprir suspensão, o meia Giovanni deve voltar ao time do Cruzeiro na partida diante do Remo, na próxima quinta-feira (28), às 21h30, no Independência. Um dos mais experientes do elenco, o atleta deseja, também, permanecer no clube celeste para a próxima temporada.

Foi o que Giovanni revelou em entrevista coletiva na Toca da Raposa II nesta segunda-feira (25). O meia, que tem contrato válido até 31 de dezembro de 2021, reforçou a vontade de continuar no Cruzeiro, mas disse que as conversas pela renovação do vínculo ainda não se iniciaram, já que o foco do clube agora é finalizar a disputa do Brasileirão.

“Sem dúvidas meu desejo é permanecer aqui no Cruzeiro. Ainda não foi conversado assunto de renovação, porque ainda estamos no nosso campeonato, temos nossos objetivos na competição. Queremos entrar e vencer as partidas. Assunto de renovação não foi conversado ainda, mas meu desejo, com certeza, é ficar”, disse.

Somando as duas passagens pela equipe celeste, Giovanni acumula 34 jogos, com três gols e duas assistências. O meia ganhou sequência no time após a chegada de Vanderlei Luxemburgo e, nos últimos cinco jogos, foi titular em quatro, incluindo as vitórias contra Brasil de Pelotas e Coritiba.

A derrota para o Avaí, na 31ª rodada, praticamente colocou fim ao sonho do Cruzeiro de voltar para Série A ao final deste ano. Com 39 pontos e ocupando a 12ª colocação, a Raposa busca agora selar a permanência na Série B e, a partir disso, voltar suas atenções para o planejamento da próxima temporada.

Neste sentido, o meia Giovanni falou sobre o que precisa ser mudado no time para a disputa de 2022, visando que o Cruzeiro finalmente volte para a elite do futebol brasileiro.

“Acho que, do ano passado para cá, a competição dos jogadores mudou. Nosso nível de competitividade, a partir dos momentos que nos igualamos com nossos adversários, a nossa equipe sobressaiu. Mas demoramos um pouquinho para fazer isso. Acho que é isso que tem que mudar. A postura dos jogadores que vierem a vestir a camisa do Cruzeiro, eles têm que vir no intuito de brigar, competir, ter vontade, determinação em todos os jogos, porque a qualidade sempre vai sobressair”, pontuou.

Fonte: Itatiaia

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *