Amepi discute duplicação da BR-381 e BR-262

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 151 Visualizações

 
A Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Piracicaba (AMEPI) promove, na próxima sexta-feira (29), um encontro com lideranças para debater a duplicação das BRs-381 e 262 e os impactos na região. São esperados políticos como senadores, prefeitos, deputados estaduais, federais, representantes de Associações Comerciais e do Departamento Nacional de Infraestrutura do Transporte (DNIT). O evento será às 9h, no Real Esporte Clube, em João Monlevade. 
 
O presidente da Amepi e prefeito de São Domingos do Prata, Fernando Rolla,  reforça que a duplicação é fundamental para a região e que os prefeitos sejam informados sobre o andamento do edital de licitação da obra, a ser lançado no mês e dezembro. A Amepi quer saber também sobre os pedágios a serem implantados e os impactos econômicos da obra na região. “Essa obra é fundamental para o desenvolvimento regional e não precisamos mais de promessas. Chega de adiamentos, queremos a duplicação já. Esse momento é muito importante para entendermos como a região será beneficiada”, enfatizou. Essa não é a primeira vez que a Amepi, por meio do presidente Fernando Rolla, debate o assunto. Ele já liderou movimentos anteriores em defesa da duplicação da rodovia na região e promoveu debates sobre a pauta.  
 
Duplicação
 
Conforme o Governo Federal, o leilão rodoviário das BR-381 e BR-262, inicialmente previsto para o dia 25 de novembro foi adiado para 20 de dezembro. A duplicação prevê investimentos de R$ 7,37 bilhões e custos de operação de cerca de R$ 6,03 bilhões. Os serviços são de infraestrutura e ampliação de capacidade do sistema rodoviário, totalizando a aplicação de R$ 13,4 bilhões ao longo de um contrato de 30 anos. 
 
O edital prevê a duplicação de 402 quilômetros, construção de 228 quilômetros de faixas adicionais, 131 quilômetros de vias marginais, 130 retornos, 125 correções de traçado, 40 passarelas, pelo menos dois pontos de parada e descanso para profissionais do transporte rodoviário.
 
Pedágios na região
 
Outra preocupação da Amepi é o anúncio da cobrança de pedágios na região. Conforme anunciado, serão 11 praças instaladas nas duas rodovias com praças em: Caeté, João Monlevade, Jaguaraçu, Belo Oriente e Governador Valadares, no caso da BR-381. Já na BR-262, as praças serão em São Domingos do Prata, Matipó, Reduto, Ibatiba (ES), Venda Nova dos Imigrantes (ES) e Viana (ES). 
Os motoristas já pagarão a tarifa a partir do segundo ano da concessão, mesmo antes do término das obras.  De acordo com a Agência Nacional Transportes Terrestres (ANTT), o valor da tarifa deverá ser de R$ 0,12477/km, para trechos de pista simples, e de R$ 0,17468/km para trechos de pista dupla. A proposta básica é de R$8,54 em trechos de pistas simples e R$11,10 para trechos de pistas duplas, respectivamente.
 
Fonte: ACOM-AMEPI
 

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *