‘Uber moto’ já é ofertado em BH, mas prefeitura diz que serviço é irregular

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 258 Visualizações

Apesar de proibido em Belo Horizonte, a modalidade “Uber Moto” está ativa e já pode ser solicitada por usuários na capital mineira. A opção de viagem de motocicleta, com um custo menor que o carro, foi liberada nessa sexta-feira (22) em algumas cidades de Minas Gerais. Em BH, a prática de moto táxi não poderia ser implementada por ser considerada irregular, mas a reportagem da Itatiaia verificou, na tarde deste sábado (23), que já é possível solicitar o serviço. 

De acordo com a Uber, a modalidade que já era adotada nas cidades de Montes Claros e Uberlândia, foi implementada também em Uberaba, Ribeirão das Neves, Betim e Belo Horizonte, nessa sexta-feira (22). A primeira cidade com o Uber Moto foi Aracajú (SE), em novembro do ano passado. “Temos visto que esse é um tipo de uso perfeito para a moto, pois muitas vezes é perto demais para uma viagem de carro e fica cansativo para ir caminhando”, afirma Luciana Ceccato, diretora de marketing da Uber.  

Conforme a empresa, para o motociclista se cadastrar na nova modalidade é necessário ter CNH com a observação de atividade remunerada (EAR). Já os entregadores parceiros que usam motocicleta e já estão cadastrados no Uber Eats podem optar por também fazer viagens de Uber Moto. 

A circulação de moto táxi, porém, é proibida na capital mineira. Segundo a prefeitura, o serviço não é regulamentado, portanto não é permitido em Belo Horizonte. Com isso, a modalidade de Uber Moto se torna irregular. 

Está funcionando

Na tarde deste sábado (23), a reportagem da Itatiaia, por diversas vezes, conseguiu solicitar a viagem por motocicleta. Ao entrar no aplicativo, junto as opções de viagem de carro, o usuário encontra a oferta de “Moto” e “Flash moto” dentro da categoria “Econômico”. Os valores das viagens de moto estavam 40% mais baratas que as de Uber convencional. Ao solicitar, devido ao baixo número de motociclistas na região, o tempo de espera para achar uma moto disponível durou, em média, 3 a 5 minutos.

Questionada sobre a nova modalidade da Uber, a PBH afirmou que “com o intuito de coibir o transporte irregular, a BHTRANS faz ações em conjunto com a Polícia Militar e Guarda Municipal para monitoramento, e multas são aplicada pela PMMG e GM, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro”.

Protocolos na pandemia

Em tempos de pandemia da covid-19, outra polêmica a respeito do transporte de moto é em relação à propagação do vírus, sobretudo através do compartilhamento de capacetes. A empresa, no entanto, afirma que definiu protocolos de prevenção ao vírus.

As recomendações incluem limpeza de mãos e superfícies da moto com álcool em gel, que os usuários levem seus próprios capacetes, ou que capacetes extras sejam higienizados com produtos específicos e usados com toucas higiênicas. O Uber também afirma que as viagens contarão com recursos de segurança oferecidos pela plataforma, entre eles seguro acidentes pessoais tanto para usuários quanto para os motoristas.

Fonte: Itatiaia

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *