Dia D da campanha de vacinação antirrábica acontece neste sábado

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 449 Visualizações

Neste sábado (16), Dia D da campanha de vacinação antirrábica, a Prefeitura de Itabira disponibilizará 25 pontos para a imunização de cães e gatos. Esta é a oportunidade para os donos de pets que ainda não conseguiram vacinar seus animais. As equipes de saúde estarão divididas em várias localidades, das 8h às 17h.

O público poderá comparecer às unidades básicas de saúde dos bairros Santa Ruth, Pará, Água Fresca, Amazonas, Eldorado, Gabiroba de Cima, Gabiroba de Baixo, João XXIII/ Machado, Major Lage, Pedreira, Praia II e Bethânia. A Prefeitura disponibilizará também a sede da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Associação dos Moradores do Bairro Fênix, Associação dos Amigos do Bairro Amazonas, Associação da Vila São Joaquim (apenas das 8h às 12h), Igreja Nossa Senhora de Fátima (Vila Amélia, das 13h às 17h), praça Doutor Acrísio Alvarenga (Centro), Venda do Ouro (Pedreira), praça do Bela Vista, Pronto Atendimento da Dengue (Juca Rosa), Conselho Municipal do Bem-Estar do Menor de Itabira (Combem), Escola Estadual Trajano Procópio de Alvarenga Silva Monteiro (Premen), Colégio Municipal Didi Andrade e Escola Municipal Virgílio José Gazire.

A vacinação antirrábica acontece anualmente e é obrigatória. Devem ser vacinados cães e gatos a partir dos três meses de idade, que não estejam doentes. As fêmeas prenhas ou lactantes também devem ser imunizadas. Para garantir a segurança e facilitar o trabalho das equipes de saúde, cães de grande porte ou agressivos precisam estar com focinheira e acompanhados por um adulto. Já os gatos têm que ser levados em um saco de linhagem ou em caixa de transporte. Como nos anos anteriores, não será permitido levar a vacina para casa. A estimativa da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), responsável pela ação no município, é de que este ano sejam vacinados 16.159 animais (4.379 na região rural e 11.780 na área urbana).

A raiva é uma doença que não está erradicada e quando acomete o animal ou o homem tem uma probabilidade de 99,9% de óbito”, afirmou a superintendente de Vigilância em Saúde, Natália Franco Barbosa de Andrade.

Entenda a raiva animal

Cães, gatos e morcegos são os principais transmissores da raiva, que compromete o sistema nervoso do homem quando contaminado. A zoonose é infecciosa viral incurável e afeta, especialmente, os animais mamíferos. Propaga-se principalmente em contato com a saliva, mordedura, lambida de feridas abertas, mucosas e arranhões de animais infectados. A doença tem alto grau de letalidade: mesmo quando tratada, a chance de óbito é de quase 100%.

Como proceder caso seja atacado por um animal, mesmo se for vacinado contra a raiva

– Lavar imediatamente o ferimento com água e sabão;

– procurar com urgência o serviço de saúde;

– deixar o animal em observação durante dez dias para que possa identificar qualquer sinal indicativo da raiva e procurar a ajuda de um veterinário;

– continuar oferecendo água e alimentação ao animal e deixá-lo em local seguro e adequado para que não fuja ou ataque outras pessoas e animais;

– caso o animal adoeça, morra, desapareça ou mude de comportamento, é necessário procurar imediatamente os serviços de saúde;

– não interromper jamais a vacina antirrábica humana sem ordem médica.

Fonte: ACOM-PMI

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *