FCCDA divulga artes projetadas no espaço “Resistência Cultural” do 47º Festival de Inverno de Itabira nas redes sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 333 Visualizações

O espaço “Resistência Cultural” da 47ª edição do Festival de Inverno de Itabira contou com diversificadas atrações. Uma das novidades da edição desse ano foram as projeções de ilustrações durante os shows. O artista responsável pelas artes é o ilustrador digital itabirano Bruno de Souza. Conhecido como Cobal, o idealizador da cenografia construiu ambientes compatíveis com as temáticas dos shows musicais ocorridos no espaço, localizado no Teatro da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA).

A primeira arte foi projetada durante os shows do dia 13 de julho, Dia Mundial do Rock, no qual o artista produziu a ilustração de uma mulher tocando guitarra na frente da FCCDA. Além disso, ele levou para o espaço elementos de letras e combinações mostrando as inúmeras vertentes existentes do estilo. Posteriormente, o artista teve diversas ilustrações projetadas, seja acerca do contexto musical, de paisagens e pontos históricos itabiranos ao longo de todo o evento.

Bruno conta que para produzir as ilustrações do Festival focou em manter um alinhamento com a temática principal do espaço “Resistência Cultural”. Além disso, o artista desenvolveu artes inspiradas nos principais pontos turísticos da cidade.  Ele ainda ressalta que o seu processo criativo envolve pesquisa de fotos e referências para a representação, desde os componentes vitais dos instrumentos até a posição dos elementos que compõem os cenários das ilustrações.

Diversas das suas ilustrações trazem elementos de psicodelia e pop art, com detalhes inspirados em pôsteres de festivais musicais dos anos 60. “Para os cenários, decidi escolher alguns dos pontos turísticos mais interessantes de Itabira. Em cada personagem, quis abraçar a representatividade pensando na importância do preto se enxergar em lugares de cultura, protagonismo e poder”, explica.

O artista complementa que: “participar do Festival de Inverno foi uma honra. Poder fazer parte do processo do maior movimento cultural da cidade, estando por dentro e pensando do ponto de vista da produção cultural me rendeu muitos novos insights criativos”.

De acordo com o superintendente da FCCDA, Marcos Alcântara: “é fundamental nos dias atuais pensar em novos formatos de criações de cenografia de forma ambientalmente sustentável. A Fundação buscou valorizar artistas itabiranos para que pudessem fazer toda a cenografia dos shows, utilizando projeção de alta qualidade que desse nitidez para as filmagens realizadas durante o evento. Pensando uma arte sustentável, revendo as formas de consumo de maneira responsável”, afirma.

Com isso, a partir de agora, estarão disponíveis para visualização nas redes sociais oficiais da FCCDA as artes expostas durante os shows do espaço “Resistência Cultural”, que ocorreram durante a edição do Festival de Inverno de Itabira desse ano.

Mais detalhes: https://fccda.com.br

Facebook: www.facebook.com/fccda

Instagram: www.instagram.com/fccda

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *