MANAUS – Quinto paciente em tratamento da Covid-19 morre em Uberaba

 231 Visualizações

Morreu na tarde desta quarta-feira (3), o quinto paciente de Manaus que se tratava no Hospital Regional de Uberaba. O idoso de 67 anos, com exame positivo para a Covid-19, estava com 90% do pulmão comprometido e foi intubado no dia 27 de janeiro. Desde então, segundo a Prefeitura de Uberaba, ele apresentou choque séptico, além de lesão renal aguda sem condições de realizar hemodiálise, devido à instabilidade hemodinâmica, mesmo medicado. O paciente estava em estado gravíssimo e teve piora no estado de saúde, vindo a óbito.

A equipe de assistência do Hospital Regional de Uberaba já informou a família e dará início aos trâmites para o translado do corpo.

Ao todo, 18 pessoas foram transferidas da capital amazonense no dia 24 de janeiro; seis receberam alta e cinco morreram. Sete seguem internados, desses, três permanecem na UTI e os outros na enfermaria.

No dia 25 de janeiro, eles foram submetidos a coleta de material para exame de sequenciamento genético para definir qual a cepa do vírus. O material seguiu para o laboratório da Fundação Ezequiel Dias (Funed), em Belo Horizonte.

Enquanto o resultado do exame não fica pronto, os internados ficam em alas totalmente isoladas e com acompanhamento de profissionais específicos.

Paciente Manaus Covid-19 transferido Uberaba — Foto: André Santos/Prefeitura de Uberaba
Paciente Manaus Covid-19 transferido Uberaba — Foto: André Santos

Hospital Regional exclusivo para tratamento de Covid-19

Pacientes sem Covid-19 que estavam no Hospital Regional foram transferidos para outras unidades de Uberaba para chegada dos pacientes de Manaus. Com isso, o HRJA se tornou uma unidade para tratamento exclusivo da Covid-19, por tempo indeterminado, segundo a assessoria do Município.

“Dessa forma, o Hospital Regional ficará exclusivo para tratamento da Covid-19, com capacidade garantida pelo Estado para habilitar mais leitos. Uberaba está tendo a chance de mostrar para o Brasil a capacidade de enfrentar a Covid-19 com gestão responsável e humanitária”, explicou a prefeita.

O Hospital Regional tem capacidade para estruturar, pelo menos, mais 30 leitos: 20 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e dez de clínica médica para atender casos suspeitos e confirmados de Covid-19. A informação é do diretor administrativo do HRJA, Frederico Guglielmi Ramos.

“O hospital já tem um número de equipamentos adequado para fazer a abertura dos 30 leitos, em caso de necessidade. Usaríamos as salas de recuperação pós-cirúrgica, mais as salas cirúrgicas e os leitos de recuperação do setor de endoscopia e colonoscopia”, explicou Ramos.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.