Minas 300: A origem do estado cobiçado pela fartura do ouro

 180 Visualizações

Por G1 Minas

A origem de Minas Gerais ocorreu entre 1707 e 1709, durante a guerra dos emboabas. De um lado, os portugueses e do outro, os paulistas Já no centro de tudo, o ouro.

Segundo os historiadores, os paulistas tentavam controlar o território, enquanto os portugueses, cercavam os caminhos das minas.

O termo emboaba, tem origem indígena, e significa “galinha dos pés cobertos”, nome dado a forasteiros, especialmente aos portugueses.

“A guerra dos emboabas é uma guerra que vai atravessar as minas e a coroa portuguesa vai tentar então instalar um aparato administrativo aqui exatamente pra controlar a região porque aqui era a região do ouro e a guerra acontece inclusive porque você encontrou ouro”, contou a historiadora Heloísa Starling

A disputa pelas terras mineiras foi sangrenta. O ápice, de acordo com os relatos históricos, foi quando os paulistas se renderam aos portugueses, mas foram mortos após entregarem as armas.

Em 1709, um novo capítulo: Segundo historiadores, depois de muitas batalhas, a coroa portuguesa acabou concedendo perdão real aos emboabas e no dia 9 de novembro de 1709, foi oficialmente criada a capitania de São Paulo e Minas do Ouro – a primeira formação administrativa do estado.

As riquezas trouxeram muita gente para o território.

“Essa massa de gente chega aqui fica louca porque o ouro, começa a ver ouro dentro do rio e a riqueza fácil, talvez a riqueza enlouqueça mesmo, as ondas de fome, eles deixam de plantar e aí, o alimento não dá”.

. Os conflitos continuaram. Em 1720, um movimento exigia o fim das casas de fundição, onde eram cobrados impostos sobre o ouro e a resposta do governo foi violenta.

Cidade de Mariana — Foto: TV Globo/Reprodução
Cidade de Mariana — Foto: TV Globo/Reprodução

Em 1720, a coroa portuguesa determinou a separação das Minas de Ouro da capitania de São Paulo, e no dia 2 de dezembro, criou a capitania das Minas.

“Nós termos uma história tensa, entre repressão e liberdade. Essa história é importante porque ela nos dá umas respostas para questões do presente, então, se nós conhecermos os mineiros que nós fomos nós podemos pensar no mineiro que nós queremos ser, então talvez isso seja a melhor herança que as minas possam nos dar”.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.