sábado, 19 setembro, 2020

Taxa de contágio se mantém abaixo de 1 e sinaliza para regressão da pandemia em Minas

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral

O governo de Minas informou, nesta quinta-feira (6), que a taxa de transmissão (RT) da Covid-19 caiu novamente e está, em média, menor do que 1 desde segunda-feira (3) no Estado.

“Isso para nós é importante porque começa a sinalizar, realmente, que aquela estabilização [dos dados], além de ser uma tendência, pode começar a ser o início de uma sinalização de uma queda na transmissão”, declarou o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral.

O RT é um dos indicadores utilizados pela administração estadual para avaliar o avanço ou a regressão da pandemia. Veja abaixo o histórico do RT em Minas, conforme dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG):

  • 6 de agosto: menor do que 1;
  • 28 de julho: variando entre 1,05 e 0,98;
  • 28 de junho: 1,08;
  • 28 de maio: 1,15;
  • 28 de abril: 1,08;
  • 28 de março: 1,89;
  • 23 e 24 de março: entre 4 e 3,5 respectivamente.

Segundo o gestor, a diminuição no contágio corresponderá à redução do número de casos e óbitos no Estado. Com taxa menor do que 1, a taxa RT aponta que uma pessoa contaminada pelo coronavírus tem potencial para infectar, em média, menos de uma pessoa.

No início da pandemia, a taxa variava entre 3,5 e 4. Ou seja, uma pessoa transmitiria potencialmente para outras quatro.

Taxa de isolamento

O secretário de Estado de Saúde ainda informou, em coletiva na Cidade Administrativa, que a taxa de isolamento em Minas está em 34,5% nesta quinta-feira (6). Segundo o gestor, há regiões em que o índice chega a 47%.

Apesar de abaixo do que é considerado ideal, que seria 50% de isolamento, o chefe da SES-MG afirmou que o isolamento maior foi mais necessário no início da pandemia, quando a população ainda não estava habituada às medidas de prevenção à Covid-19.

“Esse isolamento de 34% poderia ser maior, e isso seria bom, mas quando somamos [o isolamento] ao distanciamento, ao que o uso habitual de máscaras produz, que a proteção que a lavagem das mãos produz, o uso de álcool, a alternância no horário do transporte coletivo, ou seja, todas essas ações acabam tendo um equivalente a um isolamento maior”, disse.

Postagens Relacionadas

Próxima postagem
Inscreva-se
Notificação
guest
0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.